Imprensa da Colômbia reclama da arbitragem

  • 4 julho 2014
Reprodução TV Caracol/BBC Brasil
Jornais e TVs também fizeram críticas à arbitragem, que consideraram "ruim"

Apesar da derrota por 2 x 1 para o Brasil, na noite desta sexta-feira, a imprensa colombiana exaltou o desempenho da seleção comandada por José Pékerman. Esta foi a primeira vez que a Colômbia chegou às quartas-de-final em uma Copa do Mundo.

"Lágrimas de orgulho!" estampou a manchete da edição eletrônica do jornal El País, o maior da Colômbia. Já o Diario del Otún publicou chamada de capa parecida: "Obrigado, Colômbia". "James Rodríguez: Temos que nos sentir orgulhosos porque jogamos com garra", disse o El Espectador.

Na página da rede de TV colombiana Caracol, a manchete era: "Colômbia cai frente a Brasil em Fortaleza, mas volta à casa maior do que nunca".

"O caminho apenas começa. Mas além dos resultados, Pékerman e este grupo demonstraram que o trabalho, a preparação e a união conduzem ao êxito. Este é o primeiro passo de muitos que este grupo de jogadores dará rumo aos títulos e à glória. Voltamos para casa mais fortes do que nunca", afirmou a emissora.

Críticas à arbitragem

Apesar de destacar a atuação dos dois zagueiros brasileiros, Thiago Silva e David Luiz, autores dos gols da vitória, a imprensa colombiana criticou em peso a arbitragem.

"Amparados pela permissividade do árbitro espanhol Carlos Velasco, os anfitriões apelaram ao jogo ríspido para frear James, o condutor da Colômbia. Fernandinho fez uma falta forte no atacante no centro do campo aos 13 minutos que estabeleceu a tônica do restante da partida", afirmou a reportagem do El País.

A rede de TV colombiana Caracol também fez críticas à atuação dos árbitros. "Com uma má arbitragem, Brasil venceu Colômbia nas quartas de final", disse a emissora em sua página na internet.

Notícias relacionadas