BBC navigation

Definir vice e agenda concreta estão entre desafios de Aécio, dizem especialistas

Atualizado em  14 de junho, 2014 - 09:18 (Brasília) 12:18 GMT
Aecio Neves (Reuters)

Para analistas, um dos maiores desafios de Aécio e do PSDB é emocionar a sociedade

O senador Aécio Neves (PSDB) oficializa neste sábado sua candidatura à Presidência, durante a Convenção Nacional Eleitoral do partido, que ocorre em São Paulo.

Resultados das últimas pesquisas de opinião mostram que as intenções de voto para o senador tucano tiveram apenas pequenas oscilações nas últimas semanas.

Segundo o levantamento do Datafolha publicado na semana passada, Aécio oscilou negativamente um ponto: de 20% para 19% - enquanto Dilma também perdeu pontos, caindo de 37% para 34% das intenções.

Na última pesquisa do Ibope, também divulgada há uma semana, o senador subiu dois pontos porcentuais - de 20% para 22% das menções.

No entanto, analistas afirmam que há diversos entraves a serem vencidos para que Aécio consiga fazer sua campanha decolar até a eleição, em 5 de outubro.

Entre os pontos citados estão desafios mais amplos, como definir uma agenda mais concreta até empecilhos mais concretos, como a própria Copa do Mundo e a ausência de um nome para vice, a quatro meses para a eleição.

Sem vice

"Aécio Neves está conseguindo se firmar como candidato, mas seu grande desafio agora é, certamente, escolher um vice", afirma o cientista político David Fleischer, da Universidade de Brasília (UNB).

"Eles têm até o fim deste mês para definir um nome e devem tentar atrair alguém de partidos como o PP (Partido Progressista) ou o PR (Partido da República), ou seja, tirá-los da coligação da presidente Dilma Rousseff".

Segundo Fleischer, sem um vice definido, Aécio perde a oportunidade de angariar votos com seu companheiro de chapa, como fazem alguns de seus oponentes.

"O partido (PSDB) estuda agora nomes dentro desses partidos que tenham ficha limpa, como Ciro Nogueira. Ou manter uma chapa pura, como figuras do próprio PSDB, como o senador Aloysio Nunes Ferreira."

O ex-senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) também vem sendo apontado na mídia como um possível vice.

'Dissidentes'

Nesta sexta-feira, Aécio afirmou que seu partido não definirá o nome do candidato a vice-presidente na convenção de sábado, segundo informou o jornal O Estado de S. Paulo.

O senador tucano disse contar com "dissidências" de partidos da base aliada do governo para apoiar sua campanha presidencial.

Ainda de acordo com a matéria, o pré-candidato também justificou a decisão por haver "instabilidade em outras forças políticas" que podem aderir à sua candidatura.

"Podem esperar que teremos dissidências cada vez mais amplas por todo o Brasil e essas dissidências fortalecerão a oposição, porque ela representa o sentimento que é dos brasileiros, de mudanças profundas", afirmou o senador ao jornal, durante uma visita a São João del Rei (MG).

Na ocasião, Aécio chegou a dizer que poderia "conversar" com o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meireles (PSD), sobre a possibilidade de ele entrar como seu vice, caso seu partido deixe a aliança com Dilma.

Sem emoção

Para Marco Aurélio Nogueira, professor de ciência política da Unesp, o principal entrave que Aécio enfrenta atualmente é algo que já vem sendo um problema há bastante tempo.

"O grande desafio dele é conseguir estabelecer comunicação que de algum modo o vincule a aspirações mais importantes da sociedade, o que até agora não conseguiu", disse.

"O grande problema do PSDB, há muito tempo, é: o partido tem quadros muitos bons, preparados politicamente, mas não consegue emocionar a sociedade. Esse é o grande desafio."

Segundo o professor, o partido tem feito política como contraste do PT, mas é muito difícil conseguir fazer campanha em nome do contra. "Ele faz marcação homem a homem com o PT e, nessa operação, deixa de apresentar sua maneira de ver as coisas."

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.