BBC navigation

Cientistas criam novo tipo de plástico reciclável 'por acidente'

Atualizado em  18 de maio, 2014 - 20:36 (Brasília) 23:36 GMT
Novo plástico descoberto por acidente (IBM)

Nova variedade de plástico é leve e resistente

Pesquisadores americanos criaram por acidente uma nova variedade de plástico reciclável, segundo um estudo publicado na revista Science.

A descoberta poderá ser usada para fazer peças rígidas e gelatinosas e aplicada na fabricação de carros, aviões e eletrônicos mais baratos e menos poluentes.

Jeanette Garcia, do centro de pesquisa da IBM em San Jose, nos Estados Unidos, descobriu o novo tipo de plástico ao esquecer de incluir um dos três componentes de uma reação química para produzir um tipo de plástico conhecido como "thermoset".

"Acabei com esse pedaço de plástico na mão e tinha que descobrir o que era", disse Garcia à BBC.

"A primeira coisa que fiz foi pesquisar a literatura científica para ver se isso já tinha sido feito antes, porque achava que sim já que se tratava de uma reação química bastante simples."

Por ser leve e resistente, o plástico "thermoset" é usado em carros modernos e aeronaves, muitas vezes misturado a fibras de carbono.

Mas nenhum tipo deste plástico podia ser reciclado - até agora.

A nova variedade pode ser dissolvida em ácido, o que a reverte a seus componentes originais, que podem ser reutilizados.

Potencial inovador

"Seu potencial é enorme", disse Charl Faul, químico de materiais da Universidade de Bristol.

James Hendrick, que chefiava a pesquisa feita na IBM, explica que uma peça feita com este plástico poderá ser facilmente reparada ou reciclada em vez de ser jogada fora quando sofrer algum dano ou terminar sua vida útil.

"Isso nos permitirá economizar muito dinheiro e diminuir o desperdício", disse Hendrick.

O cientista ainda prevê usos inovadores para o novo material: "Ainda estamos descobrindo suas propriedades, mas, sempre que um novo polímero é descoberto, isso leva uma série de novos materiais."

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.