Aplicativos 'antissociais' ajudam internautas a proteger privacidade

  • 21 março 2014
O Cloak avisa ao usuário a localização de seus contatos

No que muitos veem como sinal de uma tendência em buscar mais privacidade na internet, desenvolvedores de software estão colocando no mercado aplicativos "antissociais" ou que ajudam pessoas a transmitir mensagens "secretas".

O aplicativo Cloak, por exemplo, permite que você saiba a localização de pessoas que você conhece - para poder evitá-las, segundo seus idealizadores. Os usuários podem optar por receber um alerta quando certas pessoas estão próximas.

Por enquanto, o aplicativo só utiliza dados de localização do Foursquare e do Instagram, por isso só é útil se você estiver seguindo as pessoas que está tentando evitar nestas duas redes.

Os desenvolvedores dizem que estão trabalhando para associar o aplicativo, que já teria sido baixado mais de 100 mil vezes, a outras redes sociais. "Nós criamos o aplicativo porque era algo que tinha que existir. Tínhamos que criá-lo", disseram eles à BBC.

Aplicativos como o Snapchat, que apaga fotos e vídeos segundos depois de serem vistos, e o Secret, que transmite mensagens anonimamente, estão crescendo em popularidade.

O aplicativo mostra a distância dos usuários

O Cloak se autodenomina como um método para "evitar ex-namorados, colegas de trabalho ou aquelas pessoas que gostam de parar e conversar. Qualquer um que a pessoa preferiria não encontrar".

Ele foi criado pelo desenvolvedor Brian Moore e pelo ex-diretor criativo do site de notícias Buzzfeed, Chris Baker.

Baker disse ao Washington Post que o serviço reflete a nova direção que as redes sociais estão tomando.

"Acho que já vimos o pico das grandes redes sociais", disse ele.

"Ferramentas como o Twitter e o Facebook são como elevadores lotados com pessoas amontoadas... Eu acho que os aplicativos antissociais estão em ascensão. Há cada vez mais desses tipos de projetos."

Já para Nick Jones, editor-chefe da revista App Magazine, estes nichos de aplicativos estão sendo desenvolvidos não porque haja uma grande necessidade dos consumidores, mas porque os desenvolvedores estão ansiosos para capturar alguns dos poucos mercados de mídia social que permanecem inexplorados.

"As pessoas são obrigadas a diversificar seus aplicativos e encontrar um ângulo único para o seu aplicativo, e depois tentar vendê-lo para o Facebook e ganhar um bom dinheiro."

Mas ele admitiu: "O 'secreto' tem suas vantagens, é bastante atraente."

Notícias relacionadas