Fifa mantém Curitiba como sede da Copa

  • 18 fevereiro 2014
Arena da Baixada em 17 de fevereiro de 2014 | Foto: Reuters
Fifa diz que "esforço coletivo" pela Arena da Baixada deve continuar

A Fifa confirmou nesta terça-feira que Curitiba permanece na lista de sedes da Copa do Mundo, apesar dos atrasos no estádio Arena da Baixada.

Em comunicado, a entidade disse que "será uma corrida apertada contra o tempo e o esforço coletivo de todas as partes envolvidas em Curitiba deve continuar em ritmo forte".

O estádio Arena da Baixada – que vem passando por profundas reformas para sediar quatro partidas do mundial – é hoje a principal dor de cabeça da Fifa e dos organizadores da Copa no Brasil.

Inicialmente prevista para ficar pronto no ano passado, a arena sofreu uma série de atrasos e agora operários correm para que ela fique pronta a tempo do mundial.

Há cerca de 15 dias, técnicos da Fifa visitaram ao local e se desesperaram ao achar um estádio sem cobertura, gramado ou cadeiras - a aproximadamente quatro meses do início da Copa.

Eles então estabeleceram metas para a construtora encarregada do serviço pelo clube Atlético Paranaense e marcaram uma nova avaliação para esta terça-feira.

O principal técnico para estádios da Fifa, Chales Botta, visitou o estádio no período da manhã e enviou seu parecer para o secretário-geral da Fifa Jerôme Valcke.

Financiamento

Segundo Mario Celso Cunha, secretário de Estado de Assuntos da Copa do Mundo no governo paranaense, a suposta demora na liberação de verbas do BNDES teria sido o principal fator de atraso das obras.

Por meio do banco, o clube Atlético Paranaense obteve um financiamento de R$ 131 milhões – dos quais 95% já foram pagos.

Contudo, o dinheiro não foi suficiente para terminar o estádio e agora o clube tenta conseguir mais verbas por meio de outro financiamento, porém desta vez por meio do intermédio do governo do Estado.

Se mais dinheiro não for liberado, segundo analistas, as obras correm o risco de não continuarem no acelerado ritmo atual.

Após a negociação desta terça-feira, a Fifa disse que decidiu pela permanência de Curitiba como cidade-sede, "com base nas garantias financeiras, compromisso de todas as partes e progresso feito".