BBC navigation

Presidente do Cazaquistão sugere mudar o nome do país

Atualizado em  7 de fevereiro, 2014 - 18:31 (Brasília) 20:31 GMT
Astana. Getty

Nazarbayev sugere que o país ganhe o nome de Kazak Eli, ou Nação dos Cazaques.

O presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, sugeriu mudar o nome da nação para encorajar investidores e turistas a visitar o pais da Ásia Central.

Nazarbayev sugere que o país ganhe o nome de Kazak Eli, ou Nação dos Cazaques.

Segundo um despacho da agência de notícias russa Interfax, o presidente argumenta que o sufixo de origem persa “stan”, que signfica “terra”, não faz parte da tradição dos cazaques.

“Os estrangeiros mostram interesse pela Mongólia, que tem uma população de apenas dois milhões de pessoas. E o nome não tem o sufixo ‘stan’”, disse, de acordo com o site Eurasianet.

A Mongólia é um dos poucos países da Ásia Central que não tem o sufixo “stan” no nome, como o Uzbequistão e o Turcomenistão, uma herança da antiga influência exercida pelos persas na região.

Até os meados do século 19, a região tinha o nome de Canato Cazaque, até ser anexada pelo Império Russo. O atual Cazaquistão tornou-se depois uma das repúblicas soviéticas.

O país ganhou o atual nome durante a independência, em 1991. Desde então, Nazarbayev é o presidente.

Conhecido por ser um líder autoritário, Nazarbayev disse, no entanto, que a mudança “deve ser definitivamente discutida com o povo”.

Nazarbayev é também conhecido por suas posições nacionalistas, daí a escolha de um nome na língua local.

Astana

Em 1993, o país mudou o nome de sua capital de Alma Ata para Almaty.

Quatro anos depois, a sede do governo foi transferida para outra parte do país, chamada Akmola. Em 1998, a capital ganhou o atual nome, Astana.

A cidade de prédios modernos e traços faraônicos é um projeto de Nazarbayev, que só conseguiu erguer a nova capital com o abundante dinheiro do petróleo do país.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.