BBC navigation

Copa no Brasil é recordista em pedido de ingressos, diz Valcke

Atualizado em  20 de janeiro, 2014 - 16:39 (Brasília) 18:39 GMT
Jerôme Valcke visita a Arena Corinthians, em São Paulo | Foto: AFP

Valcke visitou as obras na Arena Corinthians, que devem ser concluídas em 15 de abril

O secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, anunciou nesta terça-feira em São Paulo que a Copa do Mundo deste ano no Brasil já bateu o recorde de solicitações por ingressos em toda a história do torneio.

Segundo ele, até agora a entidade já recebeu mais de dez milhões de pedidos de ingresso.

Em visita à capital paulista, Valcke esteve na Arena Corinthians, em Itaquera (bairro na zona leste de São Paulo), pela primeira vez desde que a queda de um guindaste matou dois operários que trabalhavam na construção do estádio, em novembro. A arena receberá no dia 12 de junho a partida de abertura do Mundial, Brasil e Croácia.

Valcke reconheceu que São Paulo está sob mais pressão do que outras sedes da Copa do Mundo para que tudo ocorra sem problemas no Mundial.

"A pressão é maior em São Paulo porque é o primeiro jogo, a primeira impressão que as pessoas vão ter do Brasil sairá daqui", disse. "Na África do Sul, tivemos problemas de organização na abertura, mas nós aprendemos com o passado e temos a obrigação de fazer tudo funcionar."

"As coisas estão muito bem encaminhadas. E o jogo de abertura será um momento importante. Sabemos que há muitos torcedores querendo vir ao Brasil. E a Fifa nunca recebeu tantos pedidos. Já são mais de 10 milhões. É a demonstração de que o Brasil é uma super atração", garantiu.

Trabalho pela frente

A pressão foi um dos temas da reunião entre Valcke, o COL, a prefeitura e o governo de São Paulo pela manhã.

A vice-prefeita paulistana, Nádia Campeão, admitiu que, durante o encontro com o secretário da Fifa, todos assumiram o compromisso de cumprir os prazos para entregar as obras da Arena Corinthians a tempo de a entidade realizar os testes programados para ela, antes do pontapé inicial do Mundial.

A previsão é de que a construção do estádio seja concluída em 15 de abril. Atualmente, 97% da obra está concluída.

"A pressão não é só da Fifa, existe uma pressão nossa mesmo pra conseguir fazer bem a organização do evento", reconheceu a vice-prefeita.

Na visita a São Paulo, Valcke evitou as críticas à demora do país em entregar os estádios que faltam para a Copa do Mundo, mas deixou claro que muito trabalho ainda precisa ser feito para que tudo esteja pronto até a partida de abertura.

"A Copa foi atribuída ao Brasil em 2007 e, passados esses sete anos, ela finalmente chegou. Hoje era o dia que deveríamos ter o estádio (Arena Corinthians) pronto, mas infelizmente aconteceu o acidente em novembro e isso não foi possível", disse Valcke em uma coletiva. "Ainda há muito trabalho a ser feito onde aconteceu o acidente, mas trabalharemos juntos para que tudo esteja pronto até abril."

Valcke deixou a arena de São Paulo e foi direto para o aeroporto, onde embarcou para Cuiabá, onde visitaria a Arena Pantanal à tarde. Na terça-feira, o secretário-geral da Fifa deve visitar as obras da Arena da Baixada, em Curitiba e na quarta ele estará em Natal para a abertura da Arena das Dunas, em cerimônia que também contará com a presença da presidente Dilma Rousseff.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.