BBC navigation

Cuiabá e Manaus correm contra o tempo para concluir estádios

Atualizado em  27 de novembro, 2013 - 07:29 (Brasília) 09:29 GMT

Player

Prazo da Fifa expira no final de dezembro; apenas metade dos assentos foram instalados em arena de capital amazonense.

Assistirmp4

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Estádio de Cuiabá

Cerca de R$ 600 milhões foram investidos no estádio em Cuiabá, mas obras estão atrasadas

Manaus corre contra o relógio para finalizar as obras da Arena da Amazônia antes do prazo estabelecido pela Fifa, no fim de dezembro.

Apenas metade das 44 mil cadeiras foram instaladas e a estrutura metálica da cobertura já estar no lugar. No início de novembro, cerca de 10% das obras estão para ser concluídas.

A Arena Amazônia está sendo construída com recursos públicos de mais de R$ 600 milhões. Apesar de os times locais raramente juntarem mais de 3 mil torcedores por partida, o governo local garante que tamanha despesa é justificável. Segundo eles, o estádio será uma arena multiuso, recebendo shows e outros eventos.

Se há confiança de que os prazos serão cumpridos em Manaus, em Cuiabá, a situação é ainda mais complicada.

Novamente, outros cerca de R$ 600 milhões em dinheiro público estão sendo gastos na construção do estádio da capital mato-grossense. Mas, por enquanto, faltam a cobertura, o gramado e as cadeiras do estádio.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.