BBC navigation

Campanha do governo britânico pede que imigrantes ilegais 'voltem para casa'

Atualizado em  30 de julho, 2013 - 00:01 (Brasília) 03:01 GMT
Carro com pôster de campanha por retorno de imigrantes | Foto: BBC

Campanha causou controvérsia entre membros do governo

O governo britânico deu início a uma campanha pedindo que imigrantes irregulares "voltem para casa ou enfrentem a prisão", segundo o porta-voz oficial do primeiro-ministro David Cameron.

Carros com os anúncios circularam em bairros de Londres na semana passada, após críticas feitas por membros do governo ao projeto.

O porta-voz de Cameron afirmou que o primeiro-ministro discorda do ministro para Negócios, Inovação e Treinamento, Vince Cable, que chamou a campanha de "estúpida e ofensiva".

De acordo com o funcionário, o Ministério do Interior britânico está "pensando no que pode levar adiante" do projeto piloto realizado na capital.

A primeira fase do piloto terminou no último domingo, com carros circulando nos bairros londrinos de Barnet, Hounslow, Barking, Dagenham, Ealing, Brent e Redbridge com os pôsteres dizendo "vá para casa" ─ que também tinham um número de telefone para o qual os imigrantes deveriam ligar para resolver detalhes da partida.

Panfletos, cartazes e anúncios em jornais locais também foram veiculados na cidade.

O projeto piloto custou menos de 10 mil libras (R$ 34.500), o que seria mais barato do que deportar uma pessoa, de acordo com o Ministério do Interior. O custo da deportação seria de cerca de 15 mil libras.

'Ato de desespero'

O uso de carros com os anúncios da campanha foi amplamente criticado por setores do governo e assembleias locais ─ o líder da assembleia de Brent, Muhammed Butt, disse que o plano foi "um ato de desespero" e que a campanha contribuiria para "fazer as pessoas se esconderem".

No domingo passado, o ministro Vince Cable disse à BBC que a campanha "era estúpida e ofensiva". "Acho improvável que continue", afirmou.

Ele questionou se os imigrantes irregulares teriam uma "compreensão de inglês sofisticada o suficiente" para entender os cartazes à distância.

"Aparentemente, (a campanha) foi pensada para criar um medo na população britânica de que tenhamos um problema sério com a imigração ilegal", afirmou.

"Nós temos um problema, mas não é tão grande. É preciso lidar com ele de maneira calculada, lidando com as causas."

O Ministério do Interior, no entanto, diz que o projeto é uma alternativa a procedimentos criminais e que os bairros de Londres foram escolhidos por terem índices acima da média ─ ou abaixo da média ─ de retornos voluntários de imigrantes.

O governo afirmou que os retornos voluntários são a maneira mais eficaz e barata de remover os imigrantes irregulares sem gastar o dinheiro do contribuinte.

O porta-voz do primeiro-ministro David Cameron disse ainda que o governo esperará por informações finais a respeito do resultado do piloto para decidir se vai estender a campanha a todo o país.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.