Comércio de Aparecida espera 'final de semana extra'

  • 23 julho 2013
Comerciante acredita que venda de artigos ligados ao papa irá se manter pelos próximos anos

O comércio de Aparecida espera a visita do papa Francisco, nesta quarta-feira, com expectativa de vender mais do que na vinda de seu antecessor, Bento 16, em 2007. Mas as vendas não devem superar as de um final de semana normal, explica Angelo Reginaldo Leite, representante da Associação Comercial Local.

"A cidade já recebe entre 180 mil a 200 mil pessoas em um final de semana típico", diz ele à BBC Brasil. "É mais ou menos o mesmo público esperado para a vinda do papa nesta quarta. Ou seja, no fundo, ganhamos um final de semana de presente."

Leite não detalha quanto o comércio local movimenta, mas diz que os romeiros costumam gastar entre R$ 30 e R$ 45 em presentes em lembrancinhas (sem levar em conta gastos com alimentação e acomodação).

O papa Francisco deve chegar a Aparecida às 9h30 desta quarta, celebrar uma missa na Basílica de Nossa Senhora, abençoar os romeiros e regressar ao Rio de Janeiro – onde participa da Jornada Mundial da Juventude – às 16h30.

A grande vantagem virá no longo prazo, diz Leite. "Na visita de Bento 16 não houve tantas vendas; havia muita segurança e muita gente não conseguiu entrar (no santuário). E ele não era tão carismático. Mas agora, essa visita do papa Francisco a Aparecida vai trazer publicidade para a cidade, e acho que vamos conseguir vender um monte de produtos dele pelos próximos anos."

Camisetas e terços

Loja de artigos religiosos em Aparecida (Paula A. Idoeta/BBC)
Expectativa é a de que visita de estrangeiros e jovens impulsione as vendas

Perto do santuário, uma loja aproveitou o momento para vender camisetas com o pontífice desenhado, por R$ 14,90. Até a tarde de terça-feira, cem delas haviam sido vendidas. As mais de 300 que restavam na loja devem se esgotar nesta quarta, disseram as vendedoras.

Em um centro comercial perto da Basílica, a vendedora Andresa de Oliveira diz que as vendas estão bem maiores do que durante a visita de Bento 16.

"Há mais mais estrangeiros, mais jovens, que vêm para a Jornada Mundial da Juventude e gastam.”

Ela vende desde imagens de Jesus Cristo a R$ 1.990 até terços, que custam a partir de R$ 1. "Desses, vendemos tanto que nem sei quantificar."

Mas entre os 300 vendedores ambulantes da cidade, dona Luzia, de 53 anos, estava decepcionada. No feriado de Nossa Senhora, ela costuma vender cem terços, por uma media de R$ 3 cada. Mas não havia vendido nenhum até a tarde desta terça-feira. “Mas passa de novo aqui amanhã (quarta-feira). Espero que melhore.”

Notícias relacionadas