BBC navigation

A um ano da Copa, um giro pelas 12 cidades-sede

Atualizado em  12 de junho, 2013 - 13:32 (Brasília) 16:32 GMT

Em imagens: a preparação do Brasil

  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Sylvio Coutinho/FIFA
    Doze estádios serão usados na Copa do Mundo no Brasil. As cidades-sede também são palco de obras de mobilidade urbana. Das 109 obras previstas, 14 foram entregues, mas outras sofrem com atrasos e paralisações. Acima, o Mineirão, em Belo Horizonte. Foto: Sylvio Coutinho/FIFA
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo.
    O prazo para o término da reforma do aeroporto de Confins (foto), em Belo Horizonte, era dezembro de 2013, mas teve que ser estendido até abril de 2014. A terceira etapa da construção, que incluía a criação de um novo terminal, foi substituída por um projeto menor e retirada da Matriz de responsabilidades. Foto: Rodrigo Lima/Nitro
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: AFP
    O estádio Mané Garrincha em Brasília reabriu em maio com uma partida entre o Brasília e o Brasiliense. A segurança e a limpeza dentro do estádio foram elogiadas, mas os organizadores admitiram a necessidade de "ajustes" na infraestrutura. Foto: AFP
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Elza Fiúza/ABr
    Torcedores reclamaram sobre as longas filas e a pouca sinalização ao redor do Mané Garrincha. Para agilizar a entrada, alguns procedimentos de segurança não foram realizados. Dentro da arena, os visitantes disseram não haver filas para comprar comida e bebida. Foto: Elza Fiúza/ABr
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Edson Rodrigues/SECOPA
    A construção na Arena Pantanal, em Cuiabá, já está cerca de 75% concluída. No entanto, avança em ritmo lento, e o estádio corre o risco de ficar pronto só após o início do Mundial. Foto: Edson Rodrigues/SECOPA
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    As autoridades locais, no entanto, garantem que a Arena Pantanal estará pronta até dezembro de 2013. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo.
    O metrô de superfície Cuiabá/Várzea Grande, que ligaria o aeroporto ao centro da capital mato-grossense, foi alvo de problemas com o Ministério Público e a Justiça e só deve ser concluído em março de 2014. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    A reforma da Arena da Baixada, em Curitiba, avançou em ritmo lento durante meses. No entanto, os trabalhos foram agilizados em maio e a obra já está 68% concluída. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    Por causa do lento avanço, a entrega da Arena da Baixada, que era prevista para julho, foi adiada para dezembro de 2013. Obras de mobilidade urbana em Curitiba também sofreram atrasos e só devem ser entregues em abril de 2014. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    A Arena Castelão em Fortaleza foi o primeiro estádio a ser entregue para a Copa 2014. Construído em 21 meses, ele custou cerca de R$ 620 milhões. A cerimônia de abertura aconteceu em dezembro de 2012. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    Após a entrega do Castelão, o desafio das autoridades locais é completar seis obras de mobilidade urbana e concluir a reforma do aeroporto Pinto Martins até dezembro de 2013. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    Manaus retirou seus dois projetos de mobilidade urbana da Matriz de Responsabilidades da Copa do Mundo. A Arena da Amazônia é um dos estados mais atrasados ─ após 36 meses, estava 62% concluído. Autoridades locais garantem a entrega até dezembro de 2013. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    A construção da Arena das Dunas, em Natal, chegou a sofrer atrasos, mas avançou mais rapidamente do que a dos estádios em Curitiba e Manaus. Atualmente, a obra está 71% concluída. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    No entanto, o aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na grande Natal, projetado para ser um dos maiores do mundo, pode não ficar pronto até o início do Mundial. Três outras obras de mobilidade na capital foram excluídas da Matriz de Responsabilidades. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte.
    Após atrasos causados por disputas judiciais, protestos civis e paralisações de operários, as autoridades gaúchas garantem que todos os dez projetos previstos para Porto Alegre ficarão prontos até maio de 2014. Acima, o estádio Beira-Rio, que receberá os jogos do Mundial. Foto: Ministério do Esporte.
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    A Arena Pernambuco foi inaugurada em maio de 2013. Espanha e Uruguai se enfrentarão no estádio pela Copa das Confederações. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    A construção da Arena Pernambuco foi uma das mais rápidas no país, mas a nova torre de controle do Aeroporto Gilberto Freyre, em Recife, ainda não começou ─ ela tem que ser entregue até dezembro de 2013. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    O Maracanã foi reaberto após quase três anos de reformas e polêmicas sobre atrasos, custos e sua privatização. O estádio quase foi impedido de receber o amistoso entre Brasil e Inglaterra em junho por causa das obras de adequação em avenidas ao redor do estádio. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    O Rio de Janeiro entregará somente um dos quatro sistemas rápidos de ônibus (BRT, na sigla em inglês) previstos a tempo para a Copa do Mundo. A reforma do Aeroporto do Galeão deve ser concluída em abril de 2014, dois meses antes do Mundial. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte
    A Arena Fonte Nova, em Salvador, o terceiro estádio pronto para a Copa, foi inaugurada no mês de abril. No entanto, parte da cobertura cedeu com as fortes chuvas em maio. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo.  Foto: Ministério do Esporte
    De acordo com os engenheiros locais, uma falha humana causou o acidente. Em 2005, um incidente semelhante aconteceu na Alemanha durante a Copa das Confederações. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo.  Foto: Ministério do Esporte
    A construção do terminal 3 do aeroporto de Guarulhos e a adequação dos terminais 1 e 2 são alguns dos projetos mais importantes em São Paulo. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo.
    Até o momento, o novo edifício-garagem de Guarulhos já foi entregue. As obras no aeroporto devem ser construídas até o fim do semestre. Foto: Ministério do Esporte
  • Há um ano da Copa do Mundo 2014, cidades-sede correm contra o tempo. Foto: Ministério do Esporte.
    A Fifa já disse que São Paulo poderia perder o direito de receber jogos da Copa do Mundo por causa dos atrasos na construção da Arena Corinthians (Itaquerão). O estádio, que deve receber a abertura do Mundial, está 78% concluído, após dois anos de obras. Os responsáveis dizem que a entrega deve ocorrer em dezembro. Foto: Ministério do Esporte.

Corrida contra o tempo

Faltando um ano para o início da Copa do Mundo no Brasil, as 12 cidades-sede continuam as obras para receber o evento. Estádios estão sendo construídos e reformados e melhorias na rede de mobilidade urbana estão saindo do papel.

Apesar de 14 das 109 obras previstas já terem sido entregues – entre elas projetos importantes, como a reforma do Maracanã, estádio que deve receber a final do Mundial –, algumas das 76 em andamento sofrem com atrasos e paralisações.

Sete projetos, todos relacionados a mobilidade urbana ou intervenção em aeroportos, foram excluídos da Matriz de responsabilidades da Copa, levantando questionamentos sobre o legado que o Mundial deixará para as doze capitais brasileiras.

Confira nesta galeria de fotos alguns dos projetos para a Copa 2014.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.