A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Grupo de dança dos EUA se destaca com integrantes idosos

1 abril 2013 Atualizado pela última vez 11:41 (Brasília) 14:41 GMT

Uma companhia de dança dos Estados Unidos que usa idosos em suas apresentações reforça a percepção de que a arte pode ser usada como terapia a fim de retardar os males relacionados à idade.

Integrantes do Dance Exchange (BBC)
A companhia de dança americana organiza espetáculos com idosos

A Dance Exchange, fundada em 1976 no Estado do Arizona (oeste dos Estados Unidos), conta com diversos integrantes idosos e realiza oficinas voltadas para pessoas de idades avançadas. Muitos desses dançarinos reconhecem ver a dança quase como uma terapia.

Uma das bailarinas e instrutoras do grupo, Shula Strassfeld, de 66 anos, fala da satisfação que sente quando recebe semanalmente emails, cartas e telefonemas de idosos que contam como ter participado do grupo acabou mudando suas vidas.

Thomas Dwyer, de 78 anos, é um dos que participa dos espetáculos do grupo e relata que a experiência não é positiva apenas do ponto de vista físico.

''A dança faz com que eu permaneça mentalmente ativo, porque na dança você tem que conduzir o seu par. Você não pode errar, é preciso um grau de alerta muito elevado'', conta.

A Dance Exchange também se distingue de outras companhias por criar balés inspirados em temas como meio ambiente, física, direitos humanos e pesquisa genética.