Em imagens: A obra do vencedor do 'Nobel da arquitetura'

  • 20 março 2013

Arquitetura sem amarras

O arquiteto japonês Toyo Ito foi anunciado como o homenageado com o prêmio Pritzker de 2013, conhecido como o "Nobel da arquitetura".

O objetivo do prêmio anual é homenagear arquitetos vivos cujos projetos realizados combinam talento, visão e comprometimento e que produziram contribuições consistentes e significativas para a humanidade.

Ito, de 71 anos, foi descrito pelo júri da premiação como "um criador de edifícios atemporais". Os jurados disseram ainda que ele "inclui em seus projetos uma dimensão espiritual e pela poética que transcende todos os seus trabalhos".

Em 40 anos, o japonês desenvolveu bibliotecas, casas, teatros, parques, lojas, escritórios, edifícios e pavilhões, cada vez buscando estender as possibilidades da arquitetura.

"A arquitetura é comprometida por uma série de restrições sociais. Eu tenho feito arquitetura tendo em mente que seria possível pensar em espaços mais confortáveis se ficarmos ao menos um pouco livres das restrições", disse o arquiteto, ao receber o prêmio.