Invasão de gafanhotos causa desespero no sul de Israel

Atualizado em  5 de março, 2013 - 14:33 (Brasília) 17:33 GMT
Gafanhoto (foto: BBC)

Nuvem de gafanhotos vinda do Egito ameaça plantações em Israel

Um enxame com milhões de gafanhotos cruzou na tarde desta terça feira a fronteira entre o Egito e Israel e está avançando em direção ao norte do país, de acordo com o ministério da Agricultura israelense.

Agricultores na região sul de Israel descrevem cenas classificadas como "hitchcockianas" em vilarejos que já foram invadidos pelos insetos.

"Viajamos em meio a uma nuvem de gafanhotos, eles estão nas estufas, em todos os lugares, cobrem as estradas e todas as casas, nem sei como descrever isso", disse Azi Raz, agricultor do vilarejo Kmehin, ao site de noticias Ynet.

A invasão dos insetos, provenientes do Egito, começou na segunda feira, com pequenos enxames de gafanhotos que foram vistos no sul de Israel.

No entanto, nesta terça feira o fenômeno aumentou de maneira significativa.

"Já não é brincadeira, agora é sério, pedimos que o ministério da Agricultura envie aviões de dedetização, mas ainda não mandaram", disse Raz.

O ministério da Agricultura afirmou que enviou aviões para mapear os enxames e pretende lançar veneno sobre eles quando aterrisarem.

A última invasão de gafanhotos em Israel ocorreu em 2004, causando danos de milhões de shekels (moeda israelense) a agricultores no sul do país.

Entre os agricultores na região do Negev o clima é de desespero. "Eles podem destruir todo o nosso trabalho", disse Shmulik Ripman à radio Kol Israel, "devoram tudo que é verde, desde uma plantação de batatas, a folhagem das árvores até plantas domésticas".

Agricultura

O deslocamento das nuvens dos gafanhotos depende da direção dos ventos e pequenos grupos já foram vistos em diversos locais do país, inclusive no norte e na cidade de Rishon Letzion, perto de Tel Aviv.

No inicio da invasão, já na segunda feira, houve tentativas de dedetização porém os enxames aumentaram.

As autoridades instruíram os habitantes das regiões afetadas a vedar da melhor forma possível as estufas e as casas.

O diretor do Centro de Pesquisas no Negev, Yankale Moscovitz, disse que está recebendo inúmeros telefonemas de agricultores preocupados na região.

"Eles temem que os gafanhotos rasguem o nylon das estufas, pois a quantidade de insetos é grande", disse.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.