Artista cria 'loja' dedicada ao 'Álbum Branco' dos Beatles

Atualizado em  26 de fevereiro, 2013 - 07:35 (Brasília) 10:35 GMT
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    O artista americano Rutherford Chang criou uma loja de discos que tem apenas um tipo de vinil - o 'Álbum Branco' dos Beatles. Todas as fotos: Rutherford Chang, cortesia de www.recessart.org
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    Ao invés de vender os álbuns, Chang compra mais exemplares de qualquer pessoa que queira vender um original, sem se importar com as condições do disco.
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    Até o momento, Chang conseguiu juntar 650 cópias da primeira edição do 'Álbum Branco'.
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    Chang considera a primeira edição do vinil dos Beatles o item de colecionador mais valioso que ele poderia conseguir e espera juntar o maior número possível de cópias.
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    A partir desta coleção foi criada a instalação 'We Buy White Albums' ('Nós Compramos Álbuns Brancos', em tradução livre), na Recess, um estúdio e galeria no bairro do Soho, em Nova York.
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    O programa criado pela Recess convida artistas a usarem o espaço no Soho para fazer projetos de longo prazo que "abraçam a experimentação e se concentram no processo'.
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    Os que visitam o projeto de Chang serão convidados a examinar a coleção e ouvir os discos. O artista vai gravar em um arquivo digital cada álbum tocado durante o período em que o projeto ficar em cartaz e também documentar cada rótulo e capa dos discos.
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    As capas dos discos estão danificadas. Com frequência é possível encontrar marcas ou palavras escritas pelos antigos donos. Os discos também estão arranhados ou tortos.
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    O caráter de cada cópia é determinado pela história e pelo estado físico do vinil.
  • Loja não vende, apenas compra mais exemplares de LPs
    A 'We Buy White Albums' fica em cartaz no Soho até o dia 8 de março.

Apenas o 'Branco'

O artista americano Rutherford Chang criou uma loja de discos que tem apenas um vinil - o White Album dos Beatles.

Mas, ao invés de vender os álbuns, Chang compra os exemplares de qualquer pessoa que queira vender um original, sem se importar com as condições do disco.

Até o momento, Chang conseguiu juntar 650 cópias da primeira edição do White Album.

Chang considera a primeira edição do vinil dos Beatles o item de colecionador mais valioso que poderia conseguir e espera juntar o maior número possível de cópias.

A partir desta coleção, foi criada a instalação We Buy White Albums ('Nós Compramos White Albums', em tradução livre), na Recess, um estúdio e galeria no bairro do Soho, em Nova York.

O programa criado pela Recess convida artistas a usarem o espaço no Soho para fazer projetos de longo prazo que "abraçam a experimentação e se concentram no processo'.

Os que visitam o projeto de Chang serão convidados a examinar a coleção e ouvir os discos. O artista vai gravar em um arquivo digital cada álbum tocado durante o período em que o projeto ficar em cartaz e também documentar cada rótulo e capa dos discos.

As capas dos discos estão danificadas. Com frequência é possível encontrar marcas ou palavras escritas pelos antigos donos.

Muitos discos também estão arranhados ou tortos.

A We Buy White Albums fica em cartaz no Soho até o dia 8 de março e mais detalhes sobre o projeto podem ser encontrados no site www.recessart.org.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.