Suecos colocam bebês para tirar soneca em frio abaixo de zero

Atualizado em  22 de fevereiro, 2013 - 06:35 (Brasília) 09:35 GMT
Bebê sueco. Foto Asa Ledin

Pais acreditam que deixar as crianças no frio faz bem à saúde dos pequenos.

Nas geladas ruas de Estocolmo no inverno, é comum ver carrinhos de bebês enfileirados em meio à neve, enquanto os pais se aquecem dentro de casa. Por mais estranho que possa parecer, é costume na região colocar os pequenos para tirar uma soneca em meio ao frio, para a "saúde das crianças".

"Acho que é bom elas terem contato com o ar fresco o mais cedo possível", diz a sueca Lisa Mardon, mãe de três crianças.

"Especialmente no inverno, quando tem muita doença... As crianças parecem mais saudáveis", conta, defendendo a prática.

Expor os pequenos, agasalhados e protegidos, a temperaturas congelantes não é moda recente na Suécia ou outros países da Escandinávia.

O pai de Lisa, Peter Mardon, conta que sua mãe também o colocava para dormir em meio ao frio e só o levava para dento de casa quando a temperatura baixava a – 10º.

Jardim da infância

No jardim da infância Forskolan Orren, todas as crianças dormem no jardim em meio à neve até a idade de três anos.

"Quando a temperatura cai a -15º a gente sempre cobre os carrinhos com um cobertor", diz a diretora Brittmarie Carlzon.

"Não existe mau tempo. O que existe são roupas ruins."

Martin Jarnstrom, diretor de uma rede de jardins de infância na Suécia

A ideia por trás do costume é que as crianças expostas ao frio teriam menor propensão a contrair gripes ou outras doenças típicas do inverno.

Além disso, as crianças dormem por mais tempo quando estão fora de casa, diz a pesquisadora finlandesa Marjo Tourula. De 30 minutos a uma hora a mais, em média.

"Provavelmente a restrição de movimentos por causa das roupas aumenta o tempo de sono", diz.

Segundo sua pesquisa, a melhor temperatura para os pequenos é – 5º. Mas há quem diga expor as crianças a até – 30º.

Doenças

Café em Estocolmo. Jenny Brandt

Carrinhos no lado de fora de cafés e das casas são comuns nos países nórdicos no inverno

A pediatra Margareta Blennow diz que não há consenso científico sobre deixar as crianças no frio.

"Alguns estudos mostraram que crianças com muitas horas no frio tendem a perder menos dias do jardim da infância do que as que ficam dentro de casa", diz. "Mas outros estudos não mostram nenhuma diferença".

Martin Jarnstrom, diretor de uma rede de jardins da infância, é um defensor da soneca no frio. Ele diz, no entanto, que apesar das baixas temperaturas é preciso manter as crianças quentes.

Para sustentar seu argumento, ele cita um velho ditado sueco.

"Não existe mau tempo. O que existe são roupas ruins".

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.