BBC navigation

Caso Pistorius: O trágico fim da 'Victoria Beckham' sul-africana

Atualizado em  15 de fevereiro, 2013 - 16:48 (Brasília) 18:48 GMT
Reeva Steenkamp (Reuters)

Reeva Steenkamp era conhecida por reality show, campanhas publicitárias e presença no Twitter

"Modelo sul-africana, garota da capa, competidora do Tropika Island of Treasure (reality show), formada em direito, filha de Deus". Assim Reeva Steenkamp se autodescrevia em seu perfil no Twitter.

Na manhã da última quinta-feira, a modelo de 30 anos morreu após levar quatro tiros, disparados dentro da casa de seu namorado, o campeão paraolímpico Oscar Pistorius, em Pretória.

"O que vocês estão preparando para seus amores amanhã?", tuitou Reeva no último dia 13, véspera do Dia de São Valentim, o Dia dos Namorados em diversos países.

Os eventos ocorridos na data, que culminaram em sua morte, ainda não foram esclarecidos pela polícia.

Pistorius chorou nesta sexta-feira ao ser indiciado pelo crime. Ele negou "com veemência" as acusações.

A Promotoria indicou que vai defender a versão de homicídio premeditado. Acredita-se que a linha de argumento da defesa será a de que o episódio foi um "trágico acidente".

Inicialmente haviam circulado versões de um "acidente", em que Reeva teria aparecido de surpresa na casa do namorado e este a teria confundido com um assaltante.

Mas a polícia não confirmou essa versão e disse ainda que já havia registrado outros "incidentes domésticos" - não detalhados - na casa do atleta. Não se sabe se esses "incidentes" também envolveram Reeva.

Vida de celebridade

Reeva Steenkamp e Oscar Pistorius em foto de novembro

Reeva e Oscar Pistorius (em foto de novembro) eram um dos casais mais célebres do país

No dia de sua morte, Reeva tinha agendada uma palestra motivacional na Universidade de Johannesburgo, em que o tema era a importância de perseguir seus sonhos.

Conhecida como modelo das campanhas sul-africanas da marca de cosméticos Avon, a nativa de Cidade do Cabo também havia sido eleita uma das 100 mulheres mais sexy do mundo pela revista masculina FHM.

A partir deste fim de semana, também será vista em um reality show da TV sul-africana, em que celebridades do país levadas a uma ilha competem por um prêmio em dinheiro. A emissora diz que vai manter a exibição do programa.

Usuária ativa e frequente do Twitter, Reeva registrava no microblog opiniões, causas sociais, cafés da manhã com Pistorius, roupas da moda e eventos de celebridades. Muitos tuítes incluíam referências e elogios ao namorado atleta.

Reeva e Pistorius começaram a namorar em novembro passado, quando ambos compareceram a cerimônia de entrega de um prêmio dedicado ao esporte sul-africano, o South African Sports Awards.

Os dois estavam juntos havia menos de três meses, mas despertaram atenção da mídia e se tornaram um dos casais mais célebres da África do Sul.

A imprensa chamava o casal de os "Becks" sul-africanos, em referência a David e Victoria Beckham - o jogador de futebol e a ex-cantora que com frequência estampam as capas dos tabloides britânicos.

Mas a história dos sul-africanos terminou rápido. O caso deixou em choque a população do país, onde Pistorius é reverenciado como um herói que superou adversidades (a amputação de ambas as pernas na infância) e se tornou capaz de competir em alto nível na Olimpíada e na Paraolimpíada de Londres.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.