EUA contam prejuízo após super-tempestade de neve

Atualizado em  10 de fevereiro, 2013 - 06:55 (Brasília) 08:55 GMT

Em alguns locais, houve acúmulo de mais de um metro de neve em poucas horas

As autoridades americanas começam a contar os prejuízos causados pela forte tempestade de neve que atingiu neste fim de semana a costa nordeste dos Estados Unidos.

Ao menos sete pessoas morreram, entre elas um menino de 11 anos, e mais de 700 mil residências ficaram sem energia elétrica.

Com ventos de mais de 100 quilômetros por hora em alguns locais, a tempestade cobriu algumas cidades com mais de um metro de neve e obrigou o cancelamento de milhares de voos, além de suspender parte do transporte de trens e nas estradas.

Os Estados de Massachusetts, Rhode Island, Nova York, Connecticut e Maine foram os mais afetados.

As autoridades de Massachusetts e Connecticut reabriram na noite de sábado as estradas dos Estados, que haviam sido fechadas por precaução.

No condado de Suffolk, no Estado de Nova York, a polícia diz ter resgatado centenas de motoristas presos durante a noite em uma das principais estradas da região, a Long Island Expressway.

Segundo os meteorologistas, a forte tempestade deste fim de semana é o resultado de condições "excepcionais", com a colisão de duas frentes frias sobre a região.

Clique Em imagens:Tempestade 'histórica' atinge costa nordeste dos EUA

Emergência

Muitas pessoas aproveitaram a neve para se divertir, como este grupo em Minnesota

Enquanto a tempestade de neve se movia gradualmente para a direção do Oceano Atlântico, as medidas de emergência adotadas pelas autoridades locais foram mantidas.

O prefeito da cidade de Stratford, em Connecticut, John Harkins, afirmou que a nevasca foi a mais forte que ele já viu na vida.

"Até os veículos limpa-neve estão ficando presos na neve", disse ele à TV local WITH.

Mais de 5 mil voos foram cancelados no sábado, mas à noite parte das decolagens e aterrissagens no aeroporto internacional de Boston e nos três principais aeroportos de Nova York começaram a ser autorizadas.

Nas ruas de Manhattan, em Nova York, as ruas normalmente movimentadas viveram uma calma incomum, quebrada somente por alguns grupos de pessoas que aproveitavam para brincar na neve.

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, disse que a cidade "escapou do pior", com apenas 30 centímetros de neve acumulada.

A tempestade também provocou prejuízo no Canadá, que registrou três mortes.

As regiões canadenses de New Brunswick, Nova Scotia e Newfoundland decretaram estado de alerta por conta da tempestade.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.