BBC navigation

Cientistas confirmam ter achado esqueleto do rei Ricardo 3º na Inglaterra

Atualizado em  4 de fevereiro, 2013 - 18:06 (Brasília) 20:06 GMT

Os ossos do rei

  • Crânio e retrato de Ricardo 3º (Fotos: Universidade de Leicester e Jeff Overs e coleção da Society of Antiquaries de Londres)
    A BBC ganhou acesso exclusivo às imagens do esqueleto do rei inglês Ricardo 3º. Os ossos foram desenterrados por arqueólogos no ano passado. Nesta segunda-feira, após inúmeros testes, a identidade foi confirmada.
  • Esqueleto (Foto: Universidade de Leicester e Jeff Overs)
    Quando Ricardo III morreu no campo de batalha em Bosworth, em 1485, acredita-se que tenha sido sepultado em uma igreja em Leicester. Mas a localização desta igreja se perdeu com o tempo, até que arqueólogos escavaram a área de um estacionamento e descobriram os restos medievais. O túmulo estava quase destruído, e os pés foram perdidos.
  • Coluna (Fotos: Universidade de Leicester e Jeff Overs)
    Ricardo III foi retratado por Shakespeare como corcunda, e o esqueleto apresentava uma curvatura na coluna, causada por escoliose, condição que, segundo especialistas, o rei teria desenvolvido na adolescência. Isso fazia com que o rei tivesse um ombro mais alto que o outro. A última imagem mostra a 10ª e a 11ª vértebras torácicas.
  • Crânio (Fotos: Universidade de Leicester e Jeff Overs)
    O esqueleto apresentava inúmeras lesões, mas a área da face não tinha marcas, além de um corte no osso malar. O crânio foi submetido a tomografica computadorizada, e os resultados serão usados para reconstruir a aparência do rei. Nenhum dos retratos feitos ao longo de sua vida sobreviveram, e algumas cópias posteriores apresentam sinais de alterações, provavelmente feitas para tornar sua aparência mais sinistra.
  • Dentes e fêmur direito (Fotos: Universidade de Leicester e Jeff Overs)
    Os dentes forneceram informações importantes. Assim como evidências de doenças, a análise das placas calcificadas pode revelar detalhes sobre a dieta e o ambiente em que a pessoa vivia. Ricardo 3º já havia perdido vários de seus dentes antes de morrer, provavelmente devido a cáries. Amostras de DNA foram extraídas dos dentes e do fêmur direito para comparar com o DNA de um descendente do rei.
  • Especialista examina esqueleto (Fotos: Universidade de Leicester e Jeff Overs)
    Quando o esqueleto foi descobeto, a osteoarqueóloga Jo Appleby, da Universidade de Leicester, escavou e ajudou a desenterrar os restos mortais. Ela integrou a equipe que realizou uma bateria de testes para determinar se o esqueleto realmente pertencia a Ricardo 3º.

Os ossos do rei

Cientistas britânicos confirmaram nesta segunda-feira que um esqueleto encontrado em um estacionamento na cidade inglesa de Leicester é do rei Ricardo 3º, que governou o reino da Inglaterra no século 15.

Retratado por Shakespeare como um tirano corcunda, Ricardo foi morto na Batalha de Bosworth, em 1485, mas seus restos mortais haviam se perdido com o tempo.

O esqueleto – que apresentava a coluna curvada – foi encontrado em setembro. Desde então, arqueólogos vinham realizando inúmeros testes para comprovar sua identidade.

Agora, cientistas da Universidade de Leicester disseram que o DNA encontrado nos ossos corresponde ao dos descendentes do monarca.

Os restos do rei serão agora enterrados na Catedral de Leicester.

Escoliose

O arqueólogo que liderou a pesquisa, Richard Buckley, disse que os ossos foram submetidos a "estudos acadêmicos rigorosos".

Foi concluído que os ossos pertenciam a um homem que em torno de 30 anos. Ricardo 3º tinha 32 quando foi morto.

Seu esqueleto mostrou sinais de dez ferimentos, incluindo oito no crânio – dois deles potencialmente fatais.

Ricardo 3º costumava ser retratado por alguns historiadores como uma pessoa "deformada" – e realmente, pelo esqueleto, pode-se observar que sua coluna era bastante curvada por causa de uma escoliose.

No entanto, não foram encontradas indícios de outros problemas descritos pelos estudiosos em caracterizações exageradas do rei.

Esquecimento

Em 1483, logo após a morte de seu irmão, Ricardo foi nomeado como tutor de seu sobrinho, Eduardo 5º. Mas, em vez disso, Ricardo assumiu o poder.

Após apenas dois anos, ele foi morto na batalha de Bosworth, após ser desafiado pelo futuro rei Henrique 7º.

Segundo os especialistas, o rei Ricardo 3º foi enterrado às pressas em uma igreja no centro de Leicester, sem sinal de que um caixão foi usado.

A igreja foi demolida no século 16, e a localização da cova acabou sendo esquecida nos séculos seguintes.

No entanto, um grupo de entusiastas e historiadores conseguiu rastrear a área provável da sepultura. Eles também conseguiram, após uma análise genealógica minuciosa, encontrar um descendente do rei para comparar o DNA.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.