BBC navigation

Brigitte Bardot ameaça pedir cidadania russa

Atualizado em  4 de janeiro, 2013 - 18:26 (Brasília) 20:26 GMT
Brigitte Bardot / AFP

A atriz Brigitte Bardot ameaçou renunciar à cidadania francesa se elefantes forem mortos

A atriz francesa Brigitte Bardot ameaçou nesta sexta-feira dar entrada no pedido de obtenção da cidadania russa a menos que a França volte atrás na decisão de sacrificar dois elefantes doentes de um zoológico do país.

Os animais, que sofrem de tuberculose, deveriam ser abatidos em dezembro do ano passado, mas a medida foi adiada por causa do Natal.

Bardot disse que deixaria o país se a prorrogação não se tornasse permanente.

Seu conterrâneo, o ator Gérard Depardieu, obteve nesta semana o passaporte russo depois de criticar o governo francês por uma medida que visava a sobretaxar os ricos do país.

Inicialmente, Depardieu ameaçou mudar-se para a Bélgica afim de evitar pagar um imposto mais alto sobre sua renda.

Depois que o governo criticou sua decisão, o astro francês decidiu renunciar à sua cidadania francesa.

No início desta semana, o Kremlin informou que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, tinha pessoalmente assinado um decreto pelo qual garantia ao ator a cidadania do país.

Putin e Depardieu são amigos de longa data.

Descaramento

Bardot, que milita ativamente pela proteção dos animais, alertou que seguiria a decisão de Depardieu caso as autoridades fosse adiante com seu plano de sacrificar os dois elefantes, conhecidos como Baby e Nepal.

"Se alguém tiver a coragem e o descaramento de matar Baby e Nepal...eu decidirei dar entrada no pedido de obtenção da nacionalidade russa e deixar este país, que não é mais nada do que um cemitério de animais", disse Bardot por meio de um comunicado publicado no site de sua organização de proteção de animais.

A polêmica envolvendo os dois elefantes doentes do zoológico Tête d'Or em Lyon, no leste da França, tomou conta da cidade desde meados de dezembro do ano passado.

Segundo as autoridades, a doença de Baby e Nepal pode ameaçar a sobrevivência de outros animais do local e, inclusive, dos visitantes.

Por essa razão, foi dada uma ordem para que os dois bichos fossem sacrificados.

Mas o diretor de um circo, antigo dono dos elefantes, lançou uma petição para salvar a vida dos animais.

Milhares de pessoas assinaram a petição, prorrogando o abate dos animais.

Bardot juntou-se à campanha e escreveu uma carta para o presidente da França, François Hollande, no início desta semana, pedindo a intervenção do líder francês no caso.

Ela postou o anúncio depois de não ter obtido resposta a seu pleito.

Bardot esteve envolvida em polêmicas nos últimos anos por suas declarações sobre o Islã e seus seguidores.

Em 2008, ela foi condenada pela quinta vez por ódio racial após ter reclamado em seu site que os muçulmanos "estão destruindo seu país ao impor seus valores".

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.