Cobras venenosas nascem em armário de menino de 3 anos

Atualizado em  21 de dezembro, 2012 - 07:49 (Brasília) 09:49 GMT
Serpentes encontradas no guarda-roupa. Divulgação

Os filhotes romperam os ovos e vieram à luz dentro do guarda-roupa do garoto de três anos

Um grupo de sete filhotes de uma espécie de cobra altamente venenosa nasceu no armário de um menino de apenas três anos.

O incidente ocorreu após o menino ter guardado em sua casa ovos de serpente que havia encontrado no quintal.

Kyle Cummings encontrou nove ovos de cobra no gramado de sua casa em Townsville, no Estado de Queensland.

Ele colocou os ovos em um recipiente de plástico e os guardou em seu guarda-roupa.

Os sete filhotes nascidos, da espécie Pseudonaja textilis, conhecida na Austrália como easter brown, foram descobertos pela mãe do garoto, junto às cascas dos ovos. Elas não chegaram a escapar do recipiente.

A Pseudonaja textilis é considerada segunda cobra mais venenosa da Austrália.

Veneno

Os filhotes, de tamanhos que variavam de entre 10 a 15 cm, foram entregues ao instituto North Queensland Wildlife Care.

"Se o veneno entrasse em contato com alguma ferida na pede de Kyle ou se ele tivesse posto (o filhote) na boca poderia ter sido fatal", disse a a bióloga Trish Prendergast.

"As presas dos filhotes tinham apenas alguns milímetros de tamanho, típicos dessa idade. Eles provavelmente não conseguiriam perfurar a pele, mas mesmo assim, os filhotes são tão venenosos quanto os animais adultos", disse a bióloga à agência Associated Press.

Os filhotes, que estavam desidratados, mas com boa saúde, foram devolvidos à natureza. Quando adultas, as cobras dessa espécie chegam a ter mais de dois metros.

"Ele foi muito sortudo em não se deparar com a mãe (dos filhotes) quando recolheu os ovos", disse a bióloga.

A Pseudonaja textilis é a maior responsável pelas mortes por picadas de cobras na Austrália, deixando cerca de três vítimas fatais ao ano.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.