BBC navigation

Coreia do Norte desafia comunidade internacional e lança foguete

Atualizado em  12 de dezembro, 2012 - 00:41 (Brasília) 02:41 GMT
Coreia do Norte / Reuters

Coreia do Norte lançou foguete na manhã desta quarta-feira

A Coreia do Norte lançou na manhã desta quarta-feira (noite desta terça-feira no Brasil) um foguete, desafiando os alertas internacionais, afirmaram os governos da Coreia do Sul e do Japão.

O foguete teria sido lançado às 09h49 hora local (22h49 do Brasil), de um local na costa oeste norte-coreana. Ainda não se sabe se a empreitada foi bem sucedida.

O governo da Coreia do Norte diz que o foguete colocará um satélite no espaço, mas diversos países alegam que o lançamento encobre o desenvolvimento de mísseis de longo-alcance.

Em abril deste ano, a Coreia do Norte já havia realizar empreitada semelhante, mas, naquela ocasião, o foguete explodiu e caiu logo após seu lançamento no mar ao oeste da península coreana.

O novo foguete deveria passar, inicialmente, pela região e pela China. Já próximo às Filipinas, teria início o segundo estágio do lançamento, quando o satélite entraria, de fato, em órbita.

O governo do Japão, que colocou suas Forças Armadas em alerta, disse que o foguete passou pela cidade de Okinawa.

"O míssil da Coreia do Norte, chamado de satélite, passou perto de Okinawa por volta de 10h01 hora local. Não houve interceptações", informou um comunicado oficial obtido pela agência de notícias AFP.

O Japão ameaçou derrubar qualquer foguete ou destroços de satélite que invadissem seu território. O país deixou alertas navios e interceptadores de mísseis em terra.

O porta-voz do governo japonês chamou o lançamento de "extremamente lamentável".

Já o presidente sul-coreano Lee Myung-bak solicitou uma reunião de emergência de seus principais conselheiros para responder ao lançamento do foguete do país vizinho.

Seul, Washington e de outros países pediram à Coreia do Norte para não prosseguir com a iniciativa, sob o risco de que a empreitada fosse considerada um teste de mísseis de longo alcance proibido pelas resoluções das Nações Unidas.

O governo da Coreia do Norte não se pronunciou sobre o ocorrido. Há dois dias, o país informou que problemas técnicos poderiam atrasar o lançamento do foguete.

A empreitada ocorre às vésperas das eleições presidenciais na Coreia do Sul e quase um ano após a morte de Kim Jong-il.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.