Rádio sofre reação negativa nas redes sociais após suicídio de enfermeira de Kate

Atualizado em  8 de dezembro, 2012 - 16:31 (Brasília) 18:31 GMT
Jacintha Saldanha

A enfermeira Jacintha Saldanha foi encontrada morta na sexta-feira após polêmica com trote

Acusados por ouvintes furiosos de terem "sangue nas mãos", os DJs australianos no centro da polêmica pelo suicídio da enfermeira vítima de uma de suas pegadinhas foram tirados do ar em meio a uma forte reação negativa do público.

A rádio 2Day FM, de Sydney, também decidiu suspender até segunda-feira todos os comerciais, após algumas das principais empresas australianas, incluindo a gigante das telecomunicações Telstra e a cadeia de supermercados Coles terem cancelado suas propagandas na estação, em reação à polêmica.

Os DJs Mel Greig e Michael Christian se fizeram passar pela rainha Elizabeth 2ª e pelo príncipe Charles em um trote ao hospital onde Kate Middleton estava internada com náuseas decorrentes de gravidez.

A enfermeira Jacintha Saldanha, de 46 anos, que recebeu a chamada, foi encontrada morta na sexta-feira, em um aparente suicídio.

"Entendemos que os australianos estão claramente bravos e aborrecidos com o que parecem ser consequências trágicas do trote da 2DayFM em um hospital britânico", anunciou a Coles após a notícia da morte da enfermeira.

As redes sociais vêm sendo inundadas com comentários sobre o caso, em sua maioria criticando a atitude dos DJs.

Os dois apagaram suas contas no Twitter após receberem milhares de comentários negativos pela rede, incluindo supostas ameaças de morte.

"Não mais tão engraçado, não é? Uma enfermeira britânica morreu em troca de um par de risos baratos. Que vergonha!", escreveu um ouvinte na página da rádio no Facebook.

Tratamento psicológico

DJs Mel Greig e Michael Christian

DJs Mel Greig e Michael Christian foram retirados do ar após suicídio da enfermeira

Em declarações em uma entrevista coletiva, Rhys Holleran, presidente-executivo da Southern Cross Austereo, dona da rádio de Sydney, afirmou que ofereceu aconselhamento psicológico para os dois DJs.

"Conversei com os dois apresentadores nesta manhã e posso dizer que eles estão completamente devastados. Essas pessoas não são máquinas, são seres humanos. Todos nós fomos afetados por isso", afirmou.

A administração da rádio afirma que nenhuma lei foi quebrada, apesar de a estação poder ser processada pela transmissão de uma conversa pública gravada sob segredo.

Os especialistas acreditam, porém, que um processo é pouco provável. A agência reguladora das comunicações deve avaliar agora se seus códigos de conduta foram violados.

A rádio já havia recebido duas advertências da agência sobre pegadinhas anteriores.

A rádio 2Day FM é uma das mais populares do país, especialmente entre os ouvintes na faixa de 25 e 39 anos. Ela é a rede musical mais popular de Sydney, com uma audiência de 10%.

Protesto

O presidente do hospital King Edward VII, que recebeu a ligação dos DJs, enviou um protesto formal à estação de rádio, afirmando que as consequências das "ações mal-pensadas" foram "francamente, trágicas além do que pode ser dito".

"O hospital King Edward VII cuida de pessoas doentes, e foi extremamente tolo por parte de seus apresentadores até mesmo considerar mentir para conseguir informações sobre um de nossos pacientes, quanto mais fazer a ligação", diz a carta enviada à estação.

"Descobrir então que, não somente isso aconteceu como a ligação havia sido pré-gravada e a decisão de transmiti-la aprovada pela direção de sua estação, foi verdadeiramente espantoso", diz o texto.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.