Lista traça relação de contribuições de campanha de Obama e Romney

Atualizado em  30 de agosto, 2012 - 11:15 (Brasília) 14:15 GMT

Presidente tem setores educacional de informática como principais financiadores; rival é o favorito do setor financeiro.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, já angariou um total de US$ 348,4 milhões (cerca de R$ 711,7 mi) em sua campanha de reeleição pelo Partido Democrata, contra US$ 193.3 milhões (cerca de R$ 395 mi), obtidos pelo rival, o republicano Mitt Romney, na disputa para a Casa Branca, segundo uma relação divulgada pelo insituto americano Center for Responsive Politics.

A organização monitora investimentos feitos na política americana e obteve os dados compilando relações mensais oferecidas pela Comissão Eleitoral Federal do país. De acordo com a lista, os principais financiadores da campanha de Obama são os setores de informática e de educação, ao passo que Romney tem no setor financeiro a sua principal fonte de financiamento.

Obama obteve, respectivamente, um total de US$ 491,8 mil (cerca de R$ 1 milhão) vindos da Universidade da Califórnia, uma contribuição de US$ 443,7 mil (cerca de R$ 906 mil) da Microsoft e um montante de 357,3 mil (cerca de R$ 730 mil) da Google.

Romney coletou US$ 676 mil (cerca de R$ 1,3 mi) da Goldman Sachs, recebeu uma contribuição de US$ 520,2 mil (cerca de R$ 1 milhão) da JPMorgan Chase & Co e um total de US$ 513,6 mil (cerca de R$ 1 milhão) do Morgan Stanley.

O instituto destaca que a relação não caracteriza doações feitas diretamente pelas insituições, mas sim por membros individuais a elas pertencentes, seus empregados ou proprietários e a família imediata destas pessoas ou das contribuições feitas por elas aos chamados PACs (comitês de ação política, na sigla em inglês, organizações criadas pró ou contra uma candidatura ou legislação).

Recordista

Entre os setores profissionais que mais contribuíram para a campanha de Obama está o de advogados e lobistas, que ofereceram um total de US$ 15,6 milhões (cerca de R$ 32 mlhões). Já o setor que mais contribui para a campanha de Romney foram os de finanças, seguros e imóveis, com um total de US$ 28,5 milhões (cerca de R$ 58,4 milhões).

Do total que já angariou, a campanha de Obama gastou um total de US$ 262,9 milhões (cerca de R$ 537 milhões) e acumula dívidas de US$ 2,8 milhões (cerca de R$ 5,8 milhões), mas possui US$ 87,7 milhões (cerca de R$ 179,2 milhões).

Já Romney, de acordo com a relação do Center for Responsive Politics, está atrás do líder americano em todos esses quesitos.

Além de ter obtido menos contribuições, ele gastou US$ 163,2 milhões (cerca de R$ 333,4 milhões), não possui dívidas, ao contrário do democrata, mas dispõe de menos dinheiro em caixa - ao todo, US$ 30.181.373 (cerca de R$ 61,6 milhões).

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.