BBC navigation

Presos formam banda e gravam CD na cadeia

Atualizado em  13 de julho, 2012 - 08:10 (Brasília) 11:10 GMT
A banda 'Rimas de alto calibre' lançou primeiro CD em show.

A banda 'Rimas de alto calibre' lançou primeiro CD em um show na capital argentina (Foto: pedrootero.com.ar)

Uma banda argentina formada por prisioneiros lançou um CD gravado em plena penitenciária.

Com ajuda de uma universidade, o grupo Rimas de Alto Calibre, que tem um brasileiro entre seus nove integrantes, gravou um repertório que mistura rock, rap, reggae, cumbia e guajira cubana.

O álbum foi apresentado ao público nesta semana em um show de lançamento para 300 pessoas em Buenos Aires. O evento teve ampla cobertura pela imprensa argentina.

O brasileiro Fabiano Pereira é um dos vocalistas da banda. Em entrevista ao jornal Página 12, ele conta que "a ideia era poder expressar, mostrar o que fazíamos".

"Nem sonhávamos em gravar um disco na prisão".

Com um sotaque brazuca, ele traz uma influência rap para a banda na canção Ansiada libertad.

"Ansiada liberdade, que demora para chegar, não vejo a hora de sair deste lugar, e minha vida outra vez começar, a remar...", diz a música, que expressa bem a esperança do grupo.

Clique Escute aqui as canções do Rimas de Alto Calibre.

O conjunto é formado por presos da Unidade Penal 48 localizada em San Martín, próximo a Buenos Aires. Todas as letras das músicas foram escritas pelos próprios integrantes.

Tudo começou em 2009, durante uma oficina de música popular latino-americana voltado a presos, feito pela Universidade de San Matín (Unsam).

Os detentos se conheceram durante este projeto, coordenado pelos músicos/professores Lautaro Merzari e José Lavallén.

Em novembro de 2010, foi montado um estúdio móvel dentro da prisão para que a banda pudesse registrar o seu talento.

A iniciativa também resultou na visita ao presídio de músicos conhecidos do público argentino como Nicolás Méndez (baterista da banda Virus), Sergio Dawi (ex-saxofonista da Redonditos de Ricota) e Alejo Ferrero (trompetista da Las Pelotas), que participaram da gravação.

Alguns dos integrantes já estão em liberdade, outros continuam presos, mas todos, segundo a imprensa argentina, veem na música uma saída para conseguir construir uma nova vida.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.