Panda celebrado como vitória em programa de reprodução morre aos seis dias

Atualizado em  11 de julho, 2012 - 08:43 (Brasília) 11:43 GMT
Filhote de panda morre no Japão

Filhote de panda morto havia sido concebido naturalmente (Foto: Tokyo Zoological Park Society)

Um panda gigante raro recém-nascido morreu na manhã desta quarta-feira no zoológico de Tóquio.

Uma funcionária encontrou o filhote deitado sem respirar no peito da mãe. Segundo a autópsia, ele teria morrido de pneumonia contraída após o animal aspirar o leite da mãe durante a amamentação.

Foi feita uma tentativa de reanimá-lo com massagem cardíaca, mas o panda foi declarado morto uma hora depois.

Antes do nascimento, o último filhote do programa de reprodução em cativeiro do zoológico de Tóquio havia nascido em 1988 - e foi enviado à China.

Pandas gigantes têm uma taxa de natalidade baixa e a inseminação artificial é comum para espécies que estão em contato com o público. O filhote havia sido, no entanto, concebido naturalmente e seu nascimento, que teve uma grande cobertura da mídia, foi muito comemorado em todo o Japão.

O bebê ainda nem havia recebido um nome e passou o início da semana na incubadora. Ele havia voltado para os braços da mãe na terça-feira.

A mãe, Shin Shin, e o pai, Riri, foram trazidos da China pouco antes do tsunami do ano passado e ficaram famosos ao sobreviver a tragédia.

O zoológico de Tóquio gasta um milhão de dólares por ano com o casal.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.