BBC navigation

Ronaldo diz que busca 'melhor organização de todos os tempos' em 2014

Atualizado em  27 de abril, 2012 - 07:42 (Brasília) 10:42 GMT
Ronaldo Nazário

Lineker e Ronaldo conversaram em Wembley, onde será jogada a final do futebol olímpico

O ex-jogador de futebol e conselheiro do Comitê Organizador Local (COL), Ronaldo Nazário, disse à BBC que trabalha muito para que Copa de 2014 tenha "a melhor organização de todos os tempos".

Ronaldo esteve em Londres esta semana para participar do sorteio dos grupos de futebol dos Jogos Olímpicos de Londres. Durante sua passagem, ele deu entrevista ao ex-jogador Gary Lineker, artilheiro da Copa do Mundo de 1986, e hoje apresentador da BBC.

"Estou no comitê local e trabalhando muito para que seja a melhor organização de todos os tempos", disse Ronaldo. "Tentaremos mostrar ao mundo que não só jogamos bem futebol, mas que também sabemos organizar um Mundial."

Neymar e as Olimpíadas

A entrevista foi concedida no estádio de Wembley, onde será disputada, no dia 11 de agosto, a final masculina de futebol das Olimpíadas. Ronaldo disse que apesar de nunca ter conquistado a medalha de ouro nas Olimpíadas, os Jogos tiveram papel importante na sua carreira.

"Eu estive na Copa de 1994 e não pude jogar nem um minuto, e estive nas Olimpíadas de 1996, e para mim isso foi um experiência fantástica. Me ajudou muito", disse, em referência aos Jogos de Atlanta.

"Tenho boas recordações. Foi ali que comecei a jogar bem, ter destaque internacional. Antes disso eu jogava no PSV, e depois disso eu fui para o Barcelona, e foi uma grande experiência. Infelizmente nas semi-finais perdemos por muitos erros, mas foi uma experiência inesquecível."

O Brasil terminou o torneio com a medalha de bronze, após ter sido eliminado pela Nigéria, por 4 a 3.

"Ganhávamos a semifinal contra a Nigéria por 3 a 1 e faltando dez minutos tivemos um apagão, todos cochilaram, e perdemos por 4 a 3", lembra o ex-atacante.

Ronaldo elogiou a equipe atual – destacando os santistas Neymar e Ganso – e disse que existe "bastante esperança" de que o Brasil ganhe as Olimpíadas.

"Sou mais torcedor do Real Madrid. Estive só um ano no Barcelona e sai de lá com uma decepção muito grande."

Sobre 'El Clasico'

O ex-atacante, que já recebeu em três ocasiões o prêmio de melhor jogador do ano da Fifa, disse que Neymar pode vir a se tornar o melhor do mundo, mas que ele precisaria atuar na Europa para que isso aconteça.

"Pode ser [que ele seja o melhor do mundo] no futuro, mas agora neste momento não. Faz pouco que expressei minha opinião de que Neymar, para ser um grande jogador e entrar na história, tem que jogar na Europa. Tem que jogar a Liga dos Campeões. O destaque internacional é muito importante. Se ele jogar na Europa o que está jogando no Brasil, estará entre os três melhores", disse.

O melhor do mundo, na sua opinião, é Lionel Messi, do Barcelona.

"Ele marca muitos gols, para um jogador ofensivo que não é o primeiro atacante, e sim um meio campista ofensivo. Me impressiona como ele conduz a bola tão perto dos pés, de forma que nunca perde a bola e não dá possibilidade aos defensores de desarmá-lo."

Barcelona x Real Madrid

Ronaldo, que atuou no Barcelona e no Real Madrid ao longo de sua carreira, revelou que torce pelo time madrilenho e que mantém uma certa mágoa com o Barcelona.

"Sou mais torcedor do Real Madrid. Estive só um ano no Barcelona e saí de lá com uma decepção muito grande, quando eu já era o melhor jogador do mundo e me venderam, simplesmente", disse.

"Houve um acordo e passados dois dias cancelaram esse acordo. A Inter de Milão me comprou e o Barcelona não fez força para que eu ficasse no time. Mas não é só por isso que torço para o Real Madrid. Eu gosto mais do Real. Estive cinco anos em Madri, uma cidade que me encanta, e tenho muito mais história em Madri."

"Esta foi uma experiência que nunca tive no Brasil, na Itália e na Espanha. É muito raro, mas é uma honra, um orgulho."

Sobre ser aplaudido pela torcida local ao marcar três gols contra o Manchester United

Ao ser perguntado sobre suas memórias de jogar na Inglaterra, ele relatou uma experiência "incrível" que teve em 2003, nas quartas-de-final da Liga dos Campeões. Ronaldo marcou três gols na derrota do Real Madrid por 4 a 3 para o Manchester United. Apesar da derrota, o clube eliminou o Manchester United, e o ex-atacante saiu aplaudido de campo.

"Talvez as pessoas mais fanáticas por futebol do mundo estejam aqui [na Inglaterra]. São muito parecidos com os brasileiros. E uma coisa é melhor. Tive uma experiência fantástica contra o Manchester United no Old Trafford", lembra o brasileiro.

"Marquei três gols e todo o estádio me aplaudiu quando fui substituído. Isso me deixou uma impressão de que o povo inglês sabe também admirar, respeitar e reconhecer um jogador que se destacou em campo. Esta foi uma experiência que nunca tive no Brasil, na Itália e na Espanha. É muito raro, mas é uma honra, um orgulho."

A íntegra da entrevista ao programa World Football Focus vai ao ar nesta sexta-feira às 17h30 no horário de Brasília na BBC World News TV, que passa na TV a cabo no Brasil.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.