Em mensagem de Páscoa, papa pede 'fim de banho de sangue' na Síria

Atualizado em  8 de abril, 2012 - 10:38 (Brasília) 13:38 GMT
Papa Bento 16 discursa no Vaticano

Papa Bento 16, que faz 85 anos neste mês, aparentou cansaço nas cerimônias dos últimos dias

Em sua tradicional mensagem de Páscoa, na manhã deste domingo, o papa Bento 16 pediu que o governo da Síria ponha fim à violência no país, que já dura um ano, e manifestou preocupação com os cristãos que sofrem por causa de sua fé.

Em seu discurso anual Urbi et Orbi (Para a Cidade e para o Mundo), diante de cerca de 100 mil pessoas concentradas na praça São Pedro, no Vaticano, o papa fez também um apelo à paz em outros países do Oriente Médio e na África, particularmente no Mali e na Nigéria.

Poucas horas antes, o Vaticano havia anunciado que Bento 16 visitará o Líbano em setembro.

"Que o Cristo ressuscitado leve esperança ao Oriente Médio e permita que todos os grupos étnicos, culturais e religiosos daquela região trabalhem juntos para avançar num bem comum e no respeito aos direitos humanos", afirmou o papa.

"Particularmente na Síria, que haja um fim ao derramamento de sangue e um compromisso imediato para o caminho do respeito, do diálogo e da reconciliação, como pedido pela comunidade internacional", disse.

Ele manifestou a esperança de que "muitos refugiados" atualmente necessitados de ajuda humanitária "encontrem a aceitação e a solidariedade capazes de aliviar seus terríveis sofrimentos".

Para o Mali, que está em situação de caos após um grupo de oficiais do Exército tomar o poder num golpe há duas semanas, Bento 16 disse esperar "que o Cristo glorioso traga paz e estabilidade".

E para a Nigéria, palco de violência étnica e religiosa, ele pediu que "a alegria da Páscoa dê a força necessária para a construção de uma sociedade pacífica e que respeite a liberdade religiosa de seus cidadãos".

Fragilidade

As cerimônias dos últimos dias para a celebração da Semana Santa e da Páscoa mostraram um pontífice aparentemente cansado e frágil.

O serviço de sábado, normalmente realizado à meia-noite, foi antecipado para não sobrecarregar Bento 16, de 84 anos, que acaba de retornar de uma viagem a Cuba e ao México.

O irmão mais velho do papa, que mora na Alemanha, afirmou que Bento 16, que fará 85 anos neste mês, pretende reduzir o ritmo de viagens para não se cansar demais.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.