BBC navigation

Chávez desmente viagem ao Brasil

Atualizado em  6 de abril, 2012 - 22:52 (Brasília) 01:52 GMT
Chávez em missa por sua saúde em Barinas, na Venezuela. | Foto: AFP

Presidente venezuelano pediu proteção divina em missa por sua saúde

Desmentindo rumores sobre uma suposta viagem ao Brasil, o presidente da Venezuela Hugo Chávez anunciou nesta sexta-feira que viajará à Cuba no sábado para iniciar o terceiro ciclo de radioterapia para combater um câncer na região pélvica.

"Amanhã à noite irei novamente à Havana para continuar a batalha pela saúde e pela vida", anunciou o líder venezuelano em uma entrevista telefônica no canal estatal.

Os boatos sobre uma suposta viagem de Chávez à São Paulo ainda neste fim de semana, para realizar exames no Hospital Sírio Libanês, ganharam força na quinta-feira, quando o jornalista da oposição Nelson Bocaranda postou em seu perfil de Twitter que a Guarda Militar venezuelana havia viajado à cidade para preparar a segurança do mandatário.

Bocaranda afirmou ainda que o câncer do presidente havia se "extendido" e que ele viajaria a São Paulo para poder diagnosticar supostos "erros" cometidos pela equipe médica cubana.

Seguido por mais de 500 mil pessoas no Twitter, Bocaranda ganhou notoriedade ao antecipar, no ano passado, a notícia de que Chávez tinha câncer.

Na última quarta-feira, o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela disse que Chávez pretendia viajar "em breve" ao Brasil para se reunir com a presidente Dilma Roussef.

Nesta visita, ele aproveitaria para ver o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, que acaba de sair de um tratamento contra um câncer de laringe.

Piora

A preocupação sobre uma suposta piora no estado de saúde do presidente venezuelano aumentou na quinta-feira, quando Chávez se emocionou durante uma missa em Barinas, sua terra natal.

Com a voz embargada, Chávez disse que as duas cirurgias para combater o câncer, no período de um ano, "não foram fáceis" e admitiu não poder conter as lágrimas ao ser acariciado pelo pai e pela mãe.

Emocionado, o líder venezuelano pediu proteção divina. "Dê-me vida, ainda que seja dolorosa, mas dê-me vida. Dê-me sua coroa, Cristo, que eu coloco. Dê-me sua cruz, cem cruzes, Cristo, que eu as levo, mas não me leve ainda, porque ainda tenho coisas para fazer por esse povo e por essa pátria", disse.

Chávez retornou à Venezuela na quarta-feira após finalizar o segundo ciclo de radioterapia para combater a reincidência de um câncer.

A seis meses das eleições presidenciais, a enfermidade do presidente e a incerteza sobre a seu estado de saúde geram preocupação no interior da Cúpula chavista e aumentam as dúvidas sobre sua candidatura à reeleição em outubro deste ano.

Apesar da doença, recentes pesquisas de opinião apontam Chávez com uma vantagem de 13 a 20 pontos em relação ao candidato de centro-direita Henrique Capriles Radonski.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.