BBC navigation

Otan retira funcionários de ministérios afegãos

Atualizado em  25 de fevereiro, 2012 - 17:02 (Brasília) 19:02 GMT
Cabul

O ministério do Interior é considerado um dos locais mais seguros de Cabul

A Otan iniciou a retirada neste sábado de seus funcionários baseados em ministérios afegãos após dois comandantes americanos terem sido assassinados dentro de um prédio ministerial em Cabul.

A entidade disse que um "indivíduo" disparou contra os oficiais e ainda não foi capturado. Acredita-se que as vítimas, cujas identidades ainda não foram confirmadas, tenham sido um coronel e um major.

Os assassinatos ocorrem no quinto dia consecutivo de protestos no país contra a queima de cópias do Alcorão por soldados americanos.

O ministério do Interior foi isolado após o incidente, descrito pelo comandante da Otan no Afeganistão, John Allen, como "covarde".

A correspondente da BBC em Cabul Orla Guerin disse que foram ouvidos oito tiros dentro do prédio, considerado um dos mais seguros da cidade e que qualquer afegão que portasse armas em seu interior deve ter passado por rigorosas checagens de segurança.

A imprensa local diz que o responsável pelos tiros seria um policial afegão. A informação ainda não foi confirmada.

Relatos afirmam que o incidente ocorreu após uma "discussão verbal".

"Faremos tudo para encontrar o responsável. Quem realizou o ataque é um covarde cujas ações não vão ficar sem resposta", disse o general Allen.

Manifestação no Afeganistão (AFP)

Quase 30 pessoas já morreram em protestos desde terça-feira

"Por motivos de segurança óbvios, tomei medidas imediatas para retirar todos os funcionários da Isaf (a missão da Otan no Afeganistão) trabalhando em ministérios em Cabul ou seus arredores"

O Talebã assumiu a autoria dos ataques, dizendo que foram em represália contra a queima de cópias do Alcorão.

Os protestos contra a queima dos livros continuaram neste sábado em várias partes do país, com um prédio da ONU incendiado na cidade de Kunduz.

Quatro pessoas foram mortas e dezenas ficaram feriadas em choques na cidade. Outras três pessoas foram mortas na província de Logar. A casa do governador da província de Laghman foi atacada e ocorreram manifestações em outras três províncias.

Quase 30 pessoas já morreram em protestos desde a terça-feira.

Soldados americanos colocaram, aparentemente por engano, cópias do Alcorão em um incinerador na base militar de Bagram, em Cabul.

O presidente americano, Barack Obama, pediu formalmente desculpas pelo incidente.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.