Programa faz 'fotos' de planetas fora do sistema solar

Atualizado em  30 de dezembro, 2011 - 21:24 (Brasília) 23:24 GMT
Imagem de exoplanetas recriada por software (UPR)

Imagens de exoplanetas do tamanho de Marte recriadas pelo software

O astrobiologista Abel Mendez, da Universidade de Porto Rico, desenvolveu um software que pode recriar imagens em 3D de outros planetas, com realismo fotográfico.

Usando dados científicos obtidos por telescópios espaciais, o software reconstrói principalmente os chamados exoplanetas – que orbitam em uma estrela que não seja o sol, e por isso pertencem a outro sistema planetário.

Reprodução da Terra na época da pangeia (UFR)

Imagem da Terra há 240 milhões de ano, quando os continentes eram unidos na chamada pangeia

No entanto, o programa – chamado Scientific Exoplanets Renderesis (SER) – também faz reconstruções históricas. É o caso da imagem da Terra há 240 milhões de ano, quando todos os continentes eram unidos na chamada pangeia.

Diferentemente das chamadas reconstruções artísticas, no SER tudo feito matematicamente, utilizando dados como o tamanho, a composição química, a temperatura do planeta, além da distância do satélite.

Imprecisão da Nasa

Ao comparar as imagens geradas pelo software que criou com as da Nasa, Mendez diz que, em muitos casos, as divulgadas pela agência americana pouco condizem com a realidade.

O cientista diz, por exemplo, que a reconstrução da Nasa do exoplaneta Kepler 22-b, descoberto no início deste mês, é imprecisa. Segundo ele, foi usada uma cor correta, mas ele não acha que haja nuvens como as da imagem divulgada.

Além de planetas rochosos e com oceanos, o software também está capacitado para gerar imagens de estrelas ou gases, incluindo reconstruções realistas de nuvens e efeitos climáticos.

Uma versão beta do programa está sendo testada atualmente, mas o software final será lançado no ano que vem.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.