Crocodilo tem funeral e homenagens na Costa Rica

Atualizado em  18 de outubro, 2011 - 17:11 (Brasília) 19:11 GMT

Player

O animal se tornou famoso ao participar do espetáculo de seu dono, um pescador local.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Os habitantes de Siquirres, na Costa Rica, fizeram um funeral para um crocodilo que viveu na cidade por 20 anos.

Pocho, que pesava 450 quilos e media 4,5 metros de comprimento, era a estrela do espetáculo de seu dono, o pescador Gilberto Shedden, conhecido como Chito.

Shedden o encontrou em um rio, em 1989, com um ferimento de bala na cabeça.

Gilberto Shedden.

O dono de Pocho disse que ainda não sabe o que fará sem o crocodilo

Ele cuidou do animal e os dois se tornaram amigos.

Vídeos do espetáculo "Chito e Pocho", em que os dois lutavam e o faziam piruetas, foram colocados na internet e atraíram centenas de turistas para a cidade.

O animal, que acreditava-se ter cerca de 60 anos, morreu de causas naturais.

Ele será embalsamado para ser exibido em um museu da cidade.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.