Polícia chilena reprime protesto de estudantes com violência

Atualizado em  6 de outubro, 2011 - 20:36 (Brasília) 23:36 GMT

Player

Forças de segurança usaram gás lacrimogêneo e canhões de água para tentar tirar os jovens do centro de Santiago.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Pesquisas mostram que 89% dos chilenos apoiam as propostas dos estudantes

A polícia chilena voltou a reprimir uma manifestação de estudantes nesta quinta-feira em Santiago.

Forças de segurança usaram gás lacrimogêneo e canhões de água para tentar tirar os jovens da praça Itália, onde eles protestavam contra o sistema de ensino atual.

Parte dos estudantes deixou o local quando a polícia chegou, mas muitos resistiram e dezenas de pessoas foram presas.

A manifestação foi organizada após o fracasso de uma nova negociação entre líderes estudantis e o ministro da Educação.

Com marchas quase todos os dias, a campanha dos jovens chilenos já dura quatro meses e a principal demanda é pela educação pública gratuita.

Pesquisas mostram que 89% dos chilenos apoiam as propostas dos estudantes.

O governo propôs criminalizar os protestos, incluindo pena de três anos de prisão para os que ocuparem as escolas.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.