BBC navigation

Cubanos poderão comprar e vender carros a partir do dia 1º

Atualizado em  28 de setembro, 2011 - 18:05 (Brasília) 21:05 GMT
Carro em Cuba. Foto: BBC

Atualmente, cubanos só podem transferir a propriedade de carros fabricados antes de 1959

O Diário Oficial de Cuba publicou nesta quarta-feira a medida que legaliza, a partir de 1º de outubro, a compra e a venda de automóveis, um tipo de comércio que estava havia mais de 50 anos sob fortes restrições.

A decisão é mais um passo no pacote de reformas econômicas propostas pelo presidente Raúl Castro, na tentativa de modernizar o modelo comunista cubano.

A medida que autoriza as transações com carros já havia sido anunciada em abril.

Atualmente, os cubanos podem apenas transferir a propriedade de carros fabricados antes de 1959, ano da revolução que levou Fidel Castro ao poder.

Por essa razão, é possível encontrar circulando nas ruas de Cuba diversos modelos de carros americanos dos anos 1950.

Carros importados

Quando a lei entrar em vigor, a venda de carros novos poderá ser feita somente em dólares ou em pesos convertíveis.

Cubanos que ganham nessas moedas, ou seja, que trabalham para o governo ou em postos ligados ao governo, vão poder comprar carros novos, desde que consigam uma autorização do Ministério dos Transportes.

O restante da população poderá comprar carros produzidos após 1959 de estrangeiros ou de pessoas autorizadas a importar carros produzidos na antiga União Soviética.

Carro em Cuba. Foto: BBC

Venda de carros novos poderá ser feita somente em dólares ou em pesos convertíveis (Foto: BBC)

Já os estrangeiros que vivem em Cuba poderão comprar carros novos em locais autorizados ou importá-los, mas devem obedecer à limitação de duas compras por toda estada na ilha.

Dezenas de milhares de cubanos que foram autorizados a comprar carros soviéticos podem agora vender os veículos livremente para outros cubanos.

Quem comprar ou vender um carro deve pagar uma taxa de 4%. Os compradores também terão de fazer uma declaração dizendo que o dinheiro usado na compra foi obtido legalmente.

Artistas e esportistas, que já têm autorização para importar carros, também poderão vendê-los.

Reformas

Desde que recebeu o poder das mãos do irmão, Fidel, em 2008, Raúl Castro vem defendendo reformas que possibilitem a criação de um mercado livre limitado no país.

Em agosto, o Parlamento cubano deu luz verde a um plano de reformas econômicas que deve trazer mudanças importantes ao modelo comunista vigente no país.

Entre as 313 medidas, estava a comercialização de moradias, o que significa a volta da propriedade privada à ilha.

Com a aprovação do plano, os cubanos vão poder, pela primeira vez em 50 anos, comprar propriedades.

A escassez de habitações é um dos grandes problemas da ilha, já que apenas a troca de casas é permitida (sem uso de dinheiro), o que provocou a criação de um mercado negro para a aquisição de moradias.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.