BBC navigation

Pela tradição, China terá mais aulas de caligrafia

Atualizado em  27 de agosto, 2011 - 20:43 (Brasília) 23:43 GMT
Getty

Governo teme que tecnologia prejudique tradição da escrita entre jovens

O governo chinês determinou que as escolas do país aumentem o número de aulas que caligrafia para contrabalançar o uso excessivo de computadores.

Estudantes mais jovens devem ter aulas semanais de escrita especialmente em caracteres chineses. Os mais velhos vão receber a oferta de mais aulas opcionais e atividades fora do período letivo.

As medidas vão entrar em vigor na semana que vem, com o novo ano escolar.

Por meio de um comunicado, o ministério da Educação disse que o rápido desenvolvimento e popularidade de computadores e telefones celulares enfraqueceu a capacidade dos estudantes de escrever os caracteres chineses.

O comunicado diz que os estudantes devem ser treinados nos hábitos corretos como postura e na escolha certa dos materiais de escrita.

A escrita chinesa é considerada em alguns círculos do país como uma forma de arte.

Usuários de internet frequentemente reescrevem caracteres tradicionais misturando-os com números, símbolos e traduções fonéticas do inglês.

Por vezes eles usam palavras com o mesmo som, mas com grafias diferentes, para disfarçar o significado das frases e iludir os censores do governo.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.