Engenheiros brasileiros são encontrados mortos no Peru

Atualizado em  27 de julho, 2011 - 20:13 (Brasília) 23:13 GMT

Dois engenheiros brasileiros foram encontrados mortos nesta quarta-feira no norte do Peru. Mario Gramani Guedes e Mario Augusto Soares Bittencourt eram funcionários da empresa Leme Engenharia e estavam no país fazendo um estudo prévio para a construção de uma hidrelétrica.

A empresa confirmou a morte dos dois funcionários, mas não informou suas circunstâncias.

O Itamaraty disse à BBC que os engenheiros desapareceram na segunda-feira e que, segundo a polícia peruana, os corpos foram encontrados sem sinais de violência. Uma das hipóteses que os investigadores locais estariam trabalhando seria morte causada pelo frio ou pela altitude.

No entanto, de acordo com o site da rádio peruana RPP, os dois teriam sido mortos por camponeses da região, que seriam contrários à construção da hidrelétrica.

Autópsia

A Leme Engenharia disse que está dando apoio psicológico e financeiro às famílias das vítimas e que acompanha as investigações da polícia local.

A autópsia será feita em Bagua Grande e, em seguida, os corpos serão levados para a cidade de Chiclayo e depois para Lima.

Um diplomata da Embaixada do Brasil em Lima já viajou à região para acompanhar o caso e auxiliar no translado dos corpos.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.