China

Conheça as várias faces da China emergente

GALERIA DE FOTOS: AS VÁRIAS FACES DA CHINA EMERGENTE

  • Os irmãos Ji Er Li Liang e Ji er You Gu (Foto: Silvia Salek)
    Acompanhando o crescimento da economia, a sociedade da China passa por grandes mudanças. Os irmãos Ji Er Li Liang, 40, e Ji Er You Gu, 32, trabalham em Tianjin e decidiram voltar de trem-bala para Pequim. 'É o orgulho da China', disse um deles. A passagem custou cerca de R$ 18, 60% da diária que recebem. (Foto: Silvia Salek)
  • A designer Shi Yi Lin (foto: Silvia Salek)
    Para a designer Shi Yi Lin, de Xangai, o governo se preocupa demais com sites sociais e blogs. 'Estão sempre apagando comentários que consideram uma ameaça. É uma perda de tempo. Só criam insatisfação e desconfiança entre as pessoas. O governo precisa relaxar mais', disse a jovem. (Foto: Silvia Salek)
  • Grupo de jovens com bicicleta (Foto: Silvia Salek)
    Apesar do avanço do número de carros na China, estes jovens fazem parte de uma minoria que, apesar de ter dinheiro para comprar um automóvel, prefere usar a bicicleta como meio de transporte. 'É mais ecológico, econômico e saudável. Mais e mais gente vai acabar pensando como a gente', disseram. (Foto: Silvia Salek)
  • Jennifer Zhang (foto: Silvia Salek)
    Os óculos são Marc Jacobs, o lenço, Louis Vuitton e a bolsa, Mulberry. Jennifer Zhang, 31, já gastou milhares de yuans em um Cartier e diz procurar em sites de países europeus pelas melhores marcas. 'Mas não sou vítima da moda. Misturo o luxo com meu estilo', disse a funcionária de uma empresa de mídia. (Foto: Silvia Salek)
  • Wang Dong (Foto: Silvia Salek)
    Wang Dong, 34, da Província de Henan, trabalha em uma obra em Pequim, onde sofreu um acidente de trabalho. Terá de ficar em casa por uma semana. 'A vida está muito melhor. Estou ganhando sem trabalhar. A empresa está pagando minhas diárias', disse, com o pé inchado por um corte profundo. (Foto: Silvia Salek)
  • Jovens chineses (Foto: Silvia Salek)
    Recém-formados, estes jovens trabalham em uma empresa que desenvolve um carro elétrico e querem abrir a própria companhia. A maior preocupação agora, no entanto, é arrumar namoradas. 'Sem apartamento é difícil. As meninas estão muito materialistas', disse Wang Zhon Chao, 25 anos (centro). (Foto: Silvia Salek)
  • Turistas (Foto: Silvia Salek)
    Jiang Chengliang tem 60 anos e está fazendo sua primeira viagem como turista. Escolheu Pequim. O guia Li Jeng só tem motivos para comemorar. 'O turismo interno tem crescido a mais de dois dígitos todos os anos', disse o guia ao lado de pessoas da província de Hubei, muitas delas turistas de primeira viagem. (Foto: Silvia Salek)
  • Casal Li Zhan e Guo Guiyn (Foto: Silvia Salek)
    O casal Li Zhan e Guo Guiyun, ambos de 34 anos, veio para Pequim da Província de Hebei e sofre por ter deixado o filho, então com seis anos, para trás. Tiveram outra filha. 'Conquistamos muito. Temos uma van e vendemos cerveja. Não vamos precisar mandar nossa filha morar com os avós.' (foto: Silvia Salek)
  • Jovens (foto: Silvia Salek)
    Um grupo de amigos da Província de Hebei visitava em Pequim uma fábrica de armamentos transformada em espaço cultural. 'O mundo não precisa temer a ascensão da China. O símbolo dos EUA é uma águia. O da China é o panda. Somos uma nação panda, não fazemos mal a ninguém', brincou um deles. (Foto: Silvia Salek)
  • Casal Zheng Lei e Ge Honghong (Foto: Silvia Salek)
    O casal Zheng Lei e Ge Honghong vai se casar em outubro. Eles conseguiram um privilégio: uma casa em um esquema do governo, com desconto. 'O país tem muito o que melhorar, mas não sou como outros que fazem críticas sem sentido. O desafio social é grande, mas vamos chegar lá', disse o jovem. (Foto: Silvia Salek)
  • Jovens em Zhongguazou (Foto: Silvia Salek)
    Em Zhongguazou, conhecido como o Vale do Silício da China, jovens universitários ensaiavam em uma praça apresentações que seriam postadas no YouTube para escolha do vencedor em um concurso online. A China tem 420 milhões de usuários de internet. (Foto: Silvia Salek).
  • Ma Gui Xiang e Jiang Shang Pu (Foto: Silvia Salek)
    A designer aposentada Ma Gui Xiange, 55, e o ex-dono de uma empresa de transporte Jiang Shang Pu, 61, adoram dançar. 'A gente vem aqui quatro vezes por semana e dança por três horas', disse Xiang ao som de 'Santa Claus is Coming to Town'. 'Aprendemos esta dança com os americanos', disse.
  • Tian Haikuan (Foto: Silvia Salek)
    Tian Haikuan, de 53 anos, é pintor de paredes. 'Vou para onde o trabalho me leva', disse o imigrante da Província de Hebei que carregava seus pertences em um saco de amianto. 'Nossos líderes são muito bons, os melhores do mundo. Já passei fome. Hoje, como arroz a hora que quiser', disse o ex-agricultor. (Foto: Silvia Salek)

Acompanhando o crescimento da economia, a sociedade da China vem passando por mudanças significativas, com o surgimento de novas classes de consumo.

A ascensão do mercado de luxo, do turismo interno, o sucesso do trem-bala, a construção civil a todo vapor e o aumento da censura eletrônica são todos fenômenos com uma face humana nem sempre vista de fora do país.

Retratos dessa nova China incluem um agricultor aposentado em sua primeira viagem de lazer fora de sua província natal, jovens com futuro promissor que não conseguem namoradas porque não têm casa própria, e um imigrante de 53 anos que carrega seus pertences em um saco plástico em busca de trabalho e que diz que seus líderes são os melhores do mundo.

Confira as fotos produzidas pela enviada especial da BBC Brasil à China.

Tópicos relacionados

    BBC navigation

    BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

    Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.