Ciência

Pesquisadores britânicos criam autópsia 'não-cirúrgica'

Foto: BBC

O novo método dispensa a necessidade de grandes incisões

Pesquisadores da Universidade de Leicester, na Grã-Bretanha desenvolveram um novo método de autópsia que dispensa a necessidade de grandes procedimentos cirúrgicos.

A técnica envolve o uso de um aparelho de tomografia computadorizada (TC) e uma pequena incisão no pescoço e até agora obteve 80% de acerto na determinação da causa da morte.

Um exame de autópsia convencional requer que o corpo seja aberto cirurgicamente para que os órgãos sejam examinados, o que não é permitido por alguns grupos religiosos e pode gerar estresse para a família.

Fase de testes

Os pesquisadores decidiram usar tomografia computadorizada para procurar traumas, fraturas e evidência de câncer em todo o corpo, mas ainda é necessário fazer o corte no pescoço para examinar o coração mais profundamente.

Um catéter é inserido até chegar ao órgão, que é então injetado com ar e depois com um contraste. A TC é então utilizada para verificar a existência de doenças cardíacas.

Até o momento, a nova técnica foi testada em 33 corpos e continuará a ser testada ao longo deste ano.

"Esta é uma abordagem completamente diferente de uma autópsia", disse à BBC a dra. Sarah Saundres, que lidera o estudo.

"A primeira coisa que precisamos é de uma base significativa de provas científicas para convencer nossos colegas patologistas e legistas de que uma autópsia por tomografia computadorizada oferece exatamente a mesma informação que uma autópsia tradicional."

Várias técnicas alternativas de autópsia estão sendo testadas em várias partes do mundo, mas a dra. Saunders alega que o método da Universidade de Leicester é mais rápido e barato que outras abordagens.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.