Operários encontram raposa vivendo no topo do prédio mais alto da Grã-Bretanha

Raposa Romeo

Romeo vinha se almentando com restos de alimentos

Uma raposa foi descoberta vivendo no Shard, o edifício mais alto da Grã-Bretanha, atualmente em construção.

Acredita-se que ela tenha entrado no prédio de 288 metros, situado no sul de Londres, no bairro de London Bridge, pela escadaria central.

O animal foi batizado pela equipe que trabalha na construção como Romeo.

Romeo sobreviveu comendo restos de comida deixados pelos operários trabalhando na construção.

Liberdade

O animal foi capturado e levado para o Riverside Animal Centre, uma organização beneficente para animais, onde foi alimentada e recebeu tratamento.

O diretor da entidade fez até uma piada sobre como foi o processo de tratar a raposa Romeo e colocá-lo em liberdade novamente.

Shard

Shard, de 288 metros, será prédio mais alto da União Européia

''Nós explicamos para ele que se raposas tivessem sido feitas para viver 72 andares acima do solo, elas teriam recebido asas. Nós acreditamos que ele entendeu o recado'', afirmou o criador do Riverside Animal Centre.

''Quando o soltamos nas ruas (do bairro) de Bermondsey, pouco após meia-noite no domingo, ele olhou em direção ao prédio e foi para a outra direção'', acrescenteou.

O Shard será o edifício mais alto da União Européia, quando for concluído, em 2012.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.