Ásia

Mulher na Malásia salva marido ao atacar tigre com concha de sopa

Tigre

Aniaml só teria fugido após ser atingido com concha de sopa

Um homem foi salvo de um ataque quase fatal de um tigre na região norte da Malásia por sua mulher, que atacou o animal empunhando uma concha de sopa.

Tambun Gediu, que se feriu seriamente e está se recuperando em um hospital, havia tentado afugentar o tigre e diz que sua mulher salvou a sua vida.

''Eu estava seguindo um esquilo e me agachei para acertá-o, quando eu vi o tigre. Foi então que eu percebi que estava sendo seguido'', afirmou Gediu após ter sido submetido a uma cirurgia.

Gediu havia tentado subir em uma árvore para escapar do animal, mas foi puxado para baixo pelo tigre.

Sua mulher, Han Besau, de 55 anos, correu para a cozinha ao ouvir gritos do marido e recorreu ao utensílio doméstico como uma arma.

Acredita-se que o tigre habita uma área florestal não muito distante da residência do casal, perto da aldeia de Jahai.

Guardas florestais pretendem rastrear o animal e enviá-lo para uma região mais densa e não povoada da selva no Estado de Perak, no norte do país.

'Aterrorizado'

''Estava aterrorizado e usei todo a minha força para bater na cara do animal, mas ele não recuava'', disse Gediu ao jornal New Straits Times.

''Eu tive que lutar com ele para manter suas mandíbulas longe de mim, e ele teria acabado me prendido em suas garras e me matado, se minha esposa não tivesse chegado."

Depois de ter sido golpeado na cabeça seguidamente com a concha de sopa, o animal fugiu.

Foi a primeira vez que alguém na aldeia foi atacado por um tigre.

O diretor do Departamento de Vida Selvagem e Parques Nacionais no Estado, Shabrina Shariff Mohd, estima que existam cerca de 200 tigres nas selvas de Perak.

Ela acrescentou que cinco haviam sido localizados perto da principal rodovia da região, que conecta as regiões leste e oeste do país.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.