Brasil

Cidade búlgara faz exposição sobre família de Dilma

Exposição sobre os Rousseff em Gabrovo (Foto: Divulgação/Município de Gabrovo)

Mostra tem fotos, documentos e árvore genealógica

No dia do segundo turno das eleições presidenciais no Brasil, 31 de outubro, a cidade de Gabrovo, na Bulgária, inaugurou uma exposição sobre os Rousseff, família agora ilustre no país do leste europeu.

Foi na cidade de 60 mil habitantes no centro da Bulgária que nasceu em 1900 o pai da presidente eleita Dilma Rousseff, Petar Russev - que mudou seu nome para Pedro Rousseff quando emigrou para o Brasil.

Petar deixou Gabrovo (lê-se Gábrovo) em 1929 e viveu na França e na Argentina antes de se radicar no Brasil, nos anos 40 - década em que a Bulgária viveu uma ditadura e entrou para o bloco soviético.

Ficaram em Gabrovo, além de parentes, a primeira mulher de Petar, grávida de um filho que ele não chegou a conhecer. O pai de Dilma morreu em 1962, em Belo Horizonte.

‘Raízes profundas’

Exposição sobre os Rousseff em Gabrovo (Foto: Divulgação/Município de Gabrovo)

Cidade de Gabrovo está 'entusiasmada' por laços com Dilma

A exposição em Gabrovo conta com 35 fotos coletadas por um museu local - com a ajuda de Toshka Kovacheva, que foi casada com um primo de Dilma -, além de documentos e árvores genealógicas.

A mostra foi idealizada pelo partido da situação GERB, e as árvores genealógicas foram feitas por especialistas, explicou à BBC Brasil Georgi Nalbantov, um dos organizadores da mostra.

Nalbantov relatou por e-mail à BBC Brasil informações passadas pela administração do museu de Gabrovo, que explica que a família Rousseff “tem raízes profundas, de três séculos, na cidade. Os bisavós de Dilma foram célebres como gente de espírito empreendedor”.

Um parente da presidente eleita, dizem, chegou a ser ministro local, no final do século 19.

Capital do humor

Moradores contam que Gabrovo está celebrando sua recém-adquirida notoriedade do outro lado do Atlântico.

Exposição sobre os Rousseff em Gabrovo (Foto: Divulgação/Município de Gabrovo)

Postal sobre Gabrovo exibido na mostra na cidade búlgara

“Não é uma cidade muito grande. (O povo) está muito entusiasmado por ter elos com uma política importante e espera que ela venha visitar”, disse à BBC Brasil Milena Hristova, jornalista nascida em Gabrovo.

A cidade se autointitula capital internacional do humor, e seu povo tem fama de pão-duro, inclinado a pechinchar, e de inventivo quando se trata de dinheiro, contou Hristova.

Entre as atrações turísticas da cidade está o museu A Casa do Humor e da Sátira e um carnaval anual, que o prefeito de Gabrovo quer associar agora ao carnaval do Rio de Janeiro.

O cônsul honorário da Bulgária no Brasil João Vaz disse que a cidade prepara também homenagens para a presidente eleita.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.