BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
05 de julho, 2002 - Publicado às 11h49 GMT
Questão de identidade



 Clique aqui para ouvir esta coluna do Ivan Lessa

Aí estão, de novo, os ingleses a discutirem a introdução em todo o país de uma carteira obrigatória de identidade. Já ouvi essa discussão várias vezes. Concordo e discordo.

Se estivesse sendo sondado por pesquisa, seria daquela turma que responde "não sei". Na verdade, sendo estrangeiro, minha porção de identidade já foi resolvida e há muito tempo. Qualquer problema é só eu abrir a boca e, depois, declarar-me penta. Eles entenderão.

Falando sério, eu acho formidável a relutância dos ingleses em, primeiro, aceitar qualquer novidade que aparece. Segundo, em desconfiar de qualquer coisa obrigatória. Terceiro, em ter que se identificar oficialmente.

A última vez que houve algo parecido com carteira de identidade, aqui no Reino Unido, foi na época da guerra, e fazia sentido: afinal, e os espiões?

Verdade que um bom espião, a soldo de país rico, conseguiria facilmente documentos falsos, mas isso não vem ao caso.

Essa carteirinha acabou há mais de meio século e, volta e meia, surge um governo e levanta a lebre de novo.

Agora, parece que vem mesmo. E uma super-carteira de identidade. Há várias possibilidades.

Ela conteria toda sorte de dados a respeito de seu portador. Nome, número do seguro nacional de saúde, que direitos a que benefícios sociais, número da carta de motorista e por aí afora.

No Parlamento, quando estavam discutindo a questão, levantava um deputado e acrescentava um dado à projetada carteirinha.

No fim, tinha mesmo um ar daquilo que os mais libertários temiam: o controle de toda a vida, ao menos burocrática, de um indivíduo, reduzindo portanto sua individualidade. O argumento faz sentido.

Eu, que tenho em casa uma pasta grossa e pesada, só com meus documentos brasileiros, confesso que tenho até uma certa nostalgia da identificação.

Todas aquelas siglas -- FP, CPF, PIS-PASEP, INAMPS, DOI-CODI – soam-me, depois desse tempo todo distante do Brasil, quase que como samba-exaltação de Dennis Brean ou Ary Barroso.

Meio sem graça, convenhamos, pegar o cartão que me dá de graça metro, ônibus e, no meio da semana, cinema com preço pela metade, mediante a simples apresentação de uma conta de luz, gás ou telefone.

Que venha a carteira de identidade, então. E que seja a mais complicada possível.


 Clique aqui para ouvir esta coluna do Ivan Lessa
 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.









Notícias relacionadas:
05 de julho, 2002
  Yes, eles têm bananas
05 de julho, 2002
  Thatcher perde a cabeça
03 de julho, 2002
  Notas de protesto
01 de julho, 2002
  Vitória! Vitória!
28 de junho, 2002
  Tetra ou penta?
Links externos:
Copa do Mundo de 2002
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC