Fale com a gente
BBC Brasil

Primeira página

Ivan Lessa

Especial

Fórum

Aprenda inglês

Parceiros

Sobre a BBC

Other Languages

 Você está em: Notícias

27 de outubro, 2001 - Publicado às 19h38 GMT

Rússia divulga primeiras imagens do interior do Kursk
Temperatura chegou a 8.000 graus
Temperatura chegou a 8.000 graus

O governo russo divulgou neste sábado as primeiras imagens do interior do submarino nuclear Kursk, que afundou no mar de Barents em agosto do ano passado.

Depois de ver o interior da embarcação, o procurador-geral da Rússia, Vladimir Ustinov, descreveu o ambiente no submarino durante o acidente como um "inferno".

Até o momento, foram recuperados 19 corpos dos 118 tripulantes do Kursk que morreram no acidente.

Seis deles já estão sendo enviados para suas famílias para serem sepultados.

Curto-circuito

O Kursk foi trazido do fundo do mar no começo de outubro.


Ustinov descreveu interior do Kursk como "inferno"
Até o momento, os investigadores ainda não conseguiram chegar a um acordo sobre as causas do acidente.

Alguns chegam a considerar que ele tenha sido motivado por algo tão frugal quanto um curto-circuito.

Segundo Ustinov, as duas explosões que atingiram o Kursk aconteceram no espaço de 1,5 minuto.

Ele disse ainda que a temperatura no interior do submarino chegou a 8.000 graus.

 Pesquisa na BBC Brasil

   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.









Matérias Relacionadas

26 de outubro, 2001
Onze corpos retirados do Kursk
11 de outubro, 2001
'Ajudei a resgatar o Kursk'

    Para cima    

BBC Brasil
Fale com a gente
Brasil@bbc.co.uk

   

Primeira página | Ivan Lessa | Especial
Fórum | Aprenda inglês | Parceiros
Sobre a BBC

   
© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Serviço Mundial da BBC:
Notícias e áudio em 43 línguas: