BBC Online Network Fale com a gente
O Mundo Hoje
Especial
BBC e Você
Ivan Lessa
Sobre a BBC
Aprenda inglês

BBC Rádio
Programação
De Olho no Mundo
Como sintonizar
Reportagem

Da Lua em Diante

À procura de E.T : a exploração do espaço no século 21

Ouça a reportagem completa em Real Audio

Desenho do futuro veículo espacial
Desenho do futuro veículo espacial, X-33, desenvolvido pela Lockheed Martin's Skunk Works

Em 1992, o presidente dos Estados Unidos, George Bush, disse que esperava ver o homem em Marte antes do quinquagésimo aniversário da chegada à Lua. Essa é uma tarefa gigantesca.

A Lua está a menos de quatrocentos mil km da Terra. Marte, a mais de setenta milhões.

Se se leva de três a quatro dias para se chegar ao Mar da Tranquilidade, para atingir Marte, a jornada é de nove meses.

O homem colocou os olhos no planeta vermelho antes da era cristã. Os babilônios começaram a se intrigar com ele.

Em 1877, dois astrônomos viram linhas na superfície de Marte e acharam que era um sistema de irrigação feito por uma antiga civilização.

Era apenas uma ilusão de ótica, mas a idéia inspirou romances e filmes que falavam de homenzinhos verdes em Marte.

Modelos
Modelos do ônibus espacial em uso (à direita), e futuros veículos espaciais

Em 1971, a sonda Mariner 9, a primeira missão bem sucedida a chegar lá, não achou nada disso.

Mais recentemente é que se decidiu investigar mais o planeta.

Em 1996 foram lançadas mais duas sondas.

Uma delas, a Pathfinder, pousou em Marte. Um robozinho - do tamanho de um forno de microondas - coletou amostras de rochas para análise lá mesmo, no pequeno laboratório automático da nave.

Mais duas devem chegar agora em 1999 no planeta vermelho. A sonda orbital vai ter um dispositivo que vai medir a quantidade de água na atmosfera e na superfície, e vai observar como a água se comporta ao longo dia e das estações do ano marciano.

E quanto à possibilidade de vida em Marte? Atualmente não se acredita que seja possível por causa da radiação alta, da atmosfera rarefeita, e da baixa pressão que torna a água muito instável no estado líquido.

Nos pólos pode se achar alguma indicação: antigamente, havia mais água no planeta portanto, talvez seja possível se encontrar indícios de algum tipo de vida no passado.

Pode ser que haja alguma coisa nas camadas subterrâneas da crosta, se houver água lá.


Discovery
Lançamento do ônibus espacial Discovery, 2 de Junho, 1998

Fontes da NASA em Washington dizem que ainda não há planos definitivos para uma missão tripulada a Marte.

O que se deve estar fazendo são experiencias para avaliar a dificuldade de se mandar astonautas ao planeta.

Um exemplo são as naves a serem construídas para ir para lá em 2001.

Parte do equipamento da missão vai tentar produzir combustível a partir de elementos na atmosfera marciana. Há missões planejadas para 2003 e 2005, para trazer também amostras de solo marciano para a Terra.

A visita a Marte pode estar longe do alcance das próximas duas gerações. Mas isso não significa que nos próximos anos não se possa experimentar um pouquinho a vida no espaço. A cadeia Hilton encomendou um projeto de um hotel espacial ao arquiteto Peter Inston.

O arquiteto disse que o hotel espacial vai ter um enorme domo reforçado, cercado por painéis solares imensos, como asas, que vão fornecer a energia para o hotel.

O hotel tem que ser auto-suficiente; então, vai ter uma fazendinha, pomarzinho, uma capelinha, centro médico, e até uma piscina.


Columbia
O ônibus espacial Columbia, no Centro Espacial Kennedy, 7 de Junho, 1999

Passear no espaço não é uma idéia tão maluca assim neste final de milênio.

A idéia conta com o apoio de um homem de pés no chão - da Terra e da Lua - "Buzz" Aldrin, da tripulação da Apolo 11.

Ele disse que está na hora do dinheiro do contribuinte permitir que as pessoas comuns compartilhem dos benefícios das viagens espaciais. Aldrin acha que as viagens espaciais não devem ser uma coi

sa só de um grupo seleto formado pelo governo, e que inclui pilotos, exploradores e cientistas, ou uma aventura só para os ricos.

O segundo ser humano a pôr os pés na Lua disse que está pensando numa forma de loteria para dar ao cidadão comum mais acesso às viagens ao espaço.

Além de planejar visitar Marte e construir um hotel no espaço, atualmente também se busca vida inteligente fora da Terra.

Uma dessas iniciativas é o Projeto Fênix, nos Estados Unidos. O projeto usa enormes radiotelescópios, que nada mais são do que antenas gigantescas, para captar sinais de transmissões de rádio.

Parte-se do princípio de que algumas civilizações usariam rádio. Existem cinco grandes centros de pesquisa ‘SETI’ (Search for Extraterrestrial Intelligence, ou ‘Projeto de Busca de Inteligência Extra-terrestre’) no mundo: eles estão nos Estados Unidos, na Austrália e na Argentina.

Como não se sabe que frequencias são usadas pelos alienígenas, são monitorados 28 milhões de canais simultaneamente.

O que está atrapalhando é a grande quantidade de telefones celulares em uso hoje em dia. Eles levam à necessidade de mais satélites em volta da Terra e interferem na busca de ETs por radiotelescópio.

Mas, quem sabe, talvez ainda neste próximo século, a humanidade vá da Lua em Diante, e embarque, na estação espacial, num vôo rumo a Marte, em mais uma etapa desta fascinante jornada de descobrimento - a exploração do espaço.

 

Índice

Página inicial

Do Sputnik à Apolo: a corrida espacial

Brilhantes sonhadores: os cientistas e técnicos que levaram o homem à Lua

Da Lua para a Terra: os avanços da ciência no nosso dia-a-dia

Rumo à ‘Liberdade’: da rivalidade à cooperação internacional

À procura de E.T : a exploração do espaço no século 21

Links na Internet

Nasa
(Em inglês)

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de links sugeridos

    Para cima    
© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Notícias e áudio em 43 línguas