BBC HomepageFale com a gente
BBC Brasil
28 Abril, 2000 Publicado às 15:00 GMT
O Mundo Hoje
Especial
BBC e Você
Ivan Lessa
Sobre a BBC
Aprenda inglês

BBC Rádio
Programação
De Olho no Mundo
Como sintonizar


Outros sites
da BBC
BBC World Service
BBC News Online
Aprenda Inglês
Em espanhol
Em russo
Em árabe
Em chinês (mandarim e cantonês)
A visão embaçada do Hubble
Foco
Em foco: Antes (esquerda) e depois do reparo ótico
Quando o Telescópio Espacial Hubble entrou em órbita no dia 24 de abril de 1990, a Nasa o chamou de "uma nova janela no Universo".

Ele entrou em órbita e tudo parecia ir bem com os engenheiros acionando os dispositivos internos. O sistema térmico funcionou, assim como as partes eletrônicas, os estabilizadores, a telemetria e, por fim, os painéis solares.

Então eles abriram a porta (parasol) que protege as partes óticas do telescópio, permitindo tirar a primeira foto. A operação foi chamada "fiat-lux" (faça-se a luz): era o dia 20 maio.

Para os astrônomos experientes, a primeira imagem foi um desapontamento. Ela mostrava distorções. Os engenheiros disseram para não se preocuparem: "O telescópio ainda não foi ajustado corretamente."

Mas por trás das cortinas, os astrônomos e engenheiros perceberam que algo estava seriamente errado.

Ajuste de foco

Outra imagem foi gerada e naquele dia fatal, na sala de controle do Hubble, no centro do Space Telescope Science Institute, em Maryland, EUA, o astrônomo Eric Chaisson assistiu a imagem deformada apareçer em uma tela de computador. Ele disse mais tarde: "Eu senti um frio na barriga."


Passeio no Espaço
Cinco caminhadas no Espaço foram necessárias para reparar o Hubble
Isso parecia inacreditável, mas o espelho principal do Hubble tinha uma deformação e não podia focalizar corretamente.

O Hubble era bom, mas tão bom quanto telescópios baseados na Terra, e eles custavam uma fração dos US$ 2 bilhões do Hubble.

Ficou aparente que a região central do espelho era mais plana do que deveria ser - por somente uma qüinquagésima fração da largura de um cabelo humano. Isto é equivalente a somente quatro comprimentos de onda do espectro de luz visível, mas era bastante.

Partícula de tinta

O que tinha acontecido era que muitos anos antes, quando o espelho estava sendo feito, uma partícula de tinta tinha afetado uma haste do equipamento de medição ótica. As medidas subseqüentes eram ligeiramente erradas.


A história do Hubble
1977 - Início do projeto
1985 - Construção do Hubble
1990, 24 Abril - Lançamento do Hubble
1990, 18 Maio - Primeira luz
1993, Dezembro - Defeito reparado
2000, 24 Abril - 10 anos do Hubble
2010 - Fim da missão Hubble
O espelho parecia perfeito, mas na realidade não era. No jargão ridículo da Nasa, foi dito que era "falha em alcançar o nível de qualidade recomendado". No jargão popular, era uma completa catástrofe.

Sem nenhuma explicação, os relatórios diários do estado do Hubble cessaram e logo em seguida uma entrevista coletiva foi chamada.

Nessa coletiva traumática, o porta-voz oficial da Nasa, Leonard Fisk disse que era para a ciência espacial um equivalente ao desastre da nave Challenger. Foi dito que ele teria pedido desculpas.

Um jornalista zombou: "o Hubble está trabalhando perfeitamente, mas o Universo está todo embaçado".

A Confusão do Hubble

Os astrônomos ficaram desolados. Richard Ellis, da Universidade de Cambridge, lembra: "Era desesperador e muito deprimente. Nós éramos o alvo das piadas."


Hubble
Vista embaçada: o Hubble antes dos reparos
"Nós podíamos ver somente o bastante para ver o que nós estávamos perdendo," ele diz.

Mas para além da derrota, veio o triunfo. O Hubble tinha sido projetado para ser ajustado e consertado em órbita por astronautas.

O conserto em órbita do Hubble foi um dos marcos das manobras espaciais tripuladas. Uma série de espelhos corretivos foram instalados no Hubble em cinco caminhadas sem precedentes no Espaço, em um único vôo do Ônibus Espacial.

Algumas semanas depois, o Hubble abriu seu olhar uma vez mais para as estrelas. As imagens eram bem contrastadas e definidas. Como um Senador dos EUA disse: "A problema com o Hubble terminou."

Espelho principal do Hubble: Perfeitamente deformado
Espelho principal do Hubble: Perfeitamente deformado

Texto: Dr David Whitehouse; Imagens cortesia do Space Telescope Science Institute




A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links indicados.
   
Para cima
   
© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Notícias e áudio em 43 línguas