Meio Ambiente

ONU anuncia revisão independente dos métodos do IPCC

Ban Ki-moon

O secretário da ONU disse que a revisão será independente

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou nesta quarta-feira que o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) passará por uma revisão independente de seus métodos de trabalho, feita por academias internacionais de ciência.

Ligado à ONU, o IPCC é um órgão composto por representantes de 130 países que prove avaliações regulares sobre as mudanças climáticas. É considerado um dos principais órgãos internacionais responsáveis pela análise científica do aquecimento global.

Segundo Ban, a revisão será coordenada por um conselho interacadêmico e tem o objetivo de melhorar o trabalho do IPCC, que foi criticado por incluir pequenos erros em seu último grande relatório sobre mudanças climáticas, em 2007.

O conselho interacadêmico incluirá um painel de especialistas e trabalhará com independência em relação a agências da ONU.

'Alguns erros'

O IPCC nasceu em 1988 da percepção de que a ação humana poderia estar exercendo uma forte influência sobre o clima do planeta e que é necessário acompanhar esse processo. Desde então, o órgão tem publicado diversos documentos e pareceres técnicos sobre o assunto.

O painel olhará para frente e não revisará a grande quantidade de dados sobre mudança climática. Ele verificará quais são os procedimentos (do IPCC) e como eles podem ser melhorados para evitar alguns erros.

Robbert Dijkgraaf, um dos responsáveis pelo painel que irá revisar o IPCC

Ban disse que o conceito de mudanças climáticas sendo causadas pelo homem tem credibilidade e ações para conter as emissões de carbono são bastante necessárias.

"Deixe-me ser claro, a ameaça que enfrentamos por causa das mudanças climáticas é real", disse Ban.

"Não vi evidências fortes o suficiente que coloquem em dúvida as principais conclusões do relatório (de 2007)", completou.

No entanto, disse ele, ocorreram "alguns erros" nas três mil páginas do documento e, portanto, existe a necessidade de "garantir total transparência, precisão e objetividade".

Procedimentos

Robbert Dijkgraaf, um dos responsáveis pelo conselho, disse que ele será formado para incluir tanto a perspectiva de analistas independentes como dos integrantes do IPCC.

"O painel olhará para frente e não revisará a grande quantidade de dados sobre mudança climática. Ele verificará quais são os procedimentos (do IPCC) e como eles podem ser melhorados para evitar alguns erros", disse ele.

O chefe do IPCC, Rajendra Pachauri, elogiou a medida.

"O IPCC acredita no rigor e na confiabilidade das conclusões do relatório de 2007, mas reconhece que podemos melhorar", disse ele.

"Temos escutado e aprendido com nossas críticas e pretendemos adotar qualquer medida que garanta que nossos relatórios sejam os mais robustos possíveis."

A revisão foi uma exigência de governos em um encontro da ONU no mês passado para discutir o clima.

O prazo dado ao conselho para terminar a revisão é o mês de agosto.

BBC navigation

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.