A burocracia que emperra o Brasil

  • 24 março 2014
  • comentários

Ao desembarcar por aqui esperava confirmar os famosos estereótipos que descrevem o Brasil como um país de sol, mar e samba.

Imagine o choque que tive ao me deparar com a burocracia brasileira, que em nada colabora para a imagem charmosa que se tem de um paraíso tropical.

Fiquei surpreso quando ao tentar comprar numa loja no Rio o modelo mais básico de telefone celular que existe, me foi exigido um monte de documentos e dados pessoais que iam desde o meu endereço na Grã-Bretanha até os detalhes do meu passaporte, isso sem falar no fatídico CPF.

Somente após contar com a ajuda de um experiente carioca, e logicamente após arrumar um CPF, consegui o tal celular.

Acabei descobrindo que esse caminho complicado de resolver as coisas é comum no Brasil.

Para conseguir prorrogar meu visto por duas semanas tive que ir várias vezes à Polícia Federal munido de três formulários diferentes, extratos bancários, comprovações de endereço e diversas formas de identificação.

Somente depois de conseguir reunir todos os documentos exigidos, de esperar horas em filas e ter a documentação verificada por diferentes funcionários, consegui a prorrogação desejada.

Ironicamente, todo o processo levou mais do que duas semanas para ser concluído!

Não quero dizer que todos os estrangeiros que visitam o Brasil passam por experiência semelhante a que passei. Nem tampouco estou dizendo que a Grã-Bretanha é um paraíso desburocratizado.

Só Deus sabe quantas horas já perdi discutindo ao telefone no meu país com burocratas de call centers que muitas vezes estão falando a milhares de quilômetros de distância.

Mas o tamanho da burocracia que existe no Brasil em todos os níveis é alarmante.

Com toda certeza, isso prejudica o Brasil, limitando a capacidade do país de competir prá valer no cenário global.

Fico pensando, quantas pessoas pensam como um amigo meu, advogado, que trabalha num escritório de advocacia britânico no Rio de Janeiro. Certa vez, indignado com mais um absurdo burocrático ele me disse: "Só tenho um conselho a dar caso você queira fazer algum negócio atualmente com o Brasil, simplesmente esqueça."

E você, já teve alguma experiência ruim com a burocracia? Acha que as coisas poderiam ser simplificadas?