BBC navigation

Para Inglês Ver

Uma inglesa brasileira

Atualizado em  3 de fevereiro, 2014 - 11:04 (Brasília) 13:04 GMT

Na minha terra natal, a Inglaterra, sou diferente da maioria dos "ingleses". Tenho a pele morena, os cabelos castanhos e os olhos escuros.

Ao longo dos anos, ouvi uma variedade de hipóteses curiosas sobre minha "verdadeira" origem: venezuelana, filipina, nepalesa, espanhola e até japonesa.

Mas adivinhem qual era a nacionalidade mais mencionada? Brasileira! Esse "jogo da nacionalidade" tem seu lado divertido, mas também revela um preconceito: se você é inglês, tem de ser branco.

No Brasil, quando as pessoas descobrem que sou inglesa, dizem: "Você deveria ser brasileira!". Ou seja, ingleses e brasileiros parecem concordar que devo mesmo ser daqui!

No Brasil, estou experimentando uma sensação nova. De ter a aparência da maioria da população e não ser parte de uma minoria. Curiosamente, apesar de meu sotaque, me sinto aqui mais "em casa" do que muitas vezes me fazem sentir na minha própria casa!

Eu me lembro bem de uma ocasião, quando trabalhava em um pub, e me deparei com um cliente inebriado que elogiava "meu povo" por ter vindo para a Inglaterra e conseguido falar inglês tão bem.

Minha viagem ao Brasil, por uma perspectiva pessoal, se revelou, por um lado, uma espécie de descoberta de um éden, longe de comentário xenófobos (ou às vezes excessivamente politicamente corretos). Por outro lado, estou começando a ver que o Brasil não é o paraíso racial no qual um dia acreditei.

Conheci um professor universitário aposentado que se ofereceu para me explicar o candomblé e a cultura afro-brasileira. A questão do racismo foi inevitável. Não esperava que em um país com população tão geneticamente diversa e misturada, sem história de apartheid em tempos recentes, fosse tão marcado pela discriminação racial.

Mas, infelizmente, a vida deste professor foi marcada por experiências determinadas por sua cor de pele. De costas para a turma, já ouviu de um aluno que ele poderia ser um de seus empregados domésticos, por exemplo.

Esta minha viagem está servindo para quebrar uma série de preconceitos sobre o Brasil. Sei que para muitos vou soar ingênua, mas a descoberta do racismo no Brasil acho que foi a questão mais surpreendente para mim.

E ela, obviamente, não se resume ao preto e branco. Toda a hierarquia fisionômica que determina quem será ou não será discriminado é um universo que ainda estou descobrindo.

Será que o Brasil consegue um dia superar isso e dar ao mundo um exemplo único de verdadeira convivência e aceitação de diferenças?

Comentários

Não são aceitos mais comentários

Vá para a página de comentários
 
  • Classifique este
    0

    Número do comentário 81.

    Alex... muito critico mas deixou o portugues da inglesa dar um pau no seu (texto com 's'?!). Perdeu credibilidade aih.

    Junia, acho que voce tem que se ligar que o Brasil nao eh perfeito. A Lily nao compara a Inglaterra com o Brasil. Muito pelo contrario, ela diz que nao esperava ver o preconceito que existe na Inglaterra no Brasil. Tinha expectativas melhores. Tinha, no passado.

    Eh futilidade sua pensar que nao exista preconceito no Brasil. Voce estah dizendo que a policia nao trata o pobre diferente do que trata o rico?

    Tenha maturidade suficiente de saber a diferenca entre quando alguem soh estah falando mal da boca pra fora e quando a pessoa viajou meio mundo pra entender um pouco mais a respeito de outras culturas, especialmente do seu pais.

  • Classifique este
    +1

    Número do comentário 80.

    I have a dream ............

  • Classifique este
    0

    Número do comentário 79.

    Será que o Brasil consegue um dia superar isso e dar ao mundo um exemplo único de verdadeira convivência e aceitação de diferenças?

    NÃO..NÃÃÃÃÃÃO....NÃO....NÃOOOOOOOOO!!!!!!!!!

  • Classifique este
    0

    Número do comentário 78.

    Descobri uma coisa sobre essa moça só de ler o que ela escreveu: Fútil.

  • Classifique este
    0

    Número do comentário 77.

    Realmente é um comentário sem grande embasamento.
    Quando alguém diz que veio ao Brasil,geralmente refere-se a São Paulo/Rio de Janeiro,em 80% dos casos.Vou me atrever a dizer que no caso daquele testo não é diferente já que não seria possível dizer que ficaria surpresa com algum racismo em um País deste tamanho. Provavelmente desconheça que o Nordeste possui uma das 5 maiores comunidades Afro-descendentes do mundo ao mesmo passo que o Sul possui grande herança cultural Alemã.Norte e Leste grande influencia indígena e isso se dá (estas diferenças) em campos como economia,cultura e outros. É a mais pura ingenuidade pensar que o Brasil assim como qualquer outro País,é um oásis ou paraíso em qualquer aspecto.

    Portanto,quando se dizer: "fui ao Brasil e ele é assim..."é precipitado. Sendo o maior da América do Sul.E não é possível tirar conclusões indo somente ao Acre ou Bahia.

    Quanto ao exemplo final sobre o Brasil ser exemplo de algo,creio que nosso País deve ser exemplo de sustentabilidade,segurança,saúde e outros. A questão do conceito que se tem prematuramente(preconceito) é parte de um problema e não um problema a ser tratado.

    O que penso é que o Brasil não é o país exemplo de preconceito,seja ele religioso ou não.Não temos Guerras entre nossas fronteiras e muito menos vivemos delas.Sendo Judeu ou não isso é muito menos relevante do que outros locais.

    O problema do racismo/preconceito como queira chamar,será sanado pelas razes e não pelos frutos. E garanto que não verá matança por causa de cor e de pele religião somente...não aqui no Brasil. Existirão sempre fatores sócio-economicos envolvidos. E no ponto que estamos,este é o menor dos problemas.

    Não existe sonho Americano e nem mesmo sonho brasileiro.

    Att, Alex

 

Comentários 5 de 81

 

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.