« Anterior | Principal | Próximo »

Creluz: uma ideia que fluiu de um córrego alemão a rios gaúchos

Categorias dos posts:

Eric Camara | 2010-07-05, 10:40

Há dez anos, Elemar Battisti decidiu fazer um "roteiro de turbinas" na Europa. De volta ao Brasil, o presidente de uma cooperativa no norte do Rio Grande do Sul - Creluz, Cooperativa de Energia e Desenvolvimento Rural do Médio Uruguai - trouxe na bagagem várias ideias de microgeração de energia hidrelétrica.

Até hoje, Battisti parece impressionado ao falar de uma casa que visitou na Alemanha, que há 102 anos vinha produzindo toda a energia que consumia - inclusive a da serraria que funcionava lá - a partir de um córrego "do tamanho de uma mesa" que passava debaixo da casa.

A Creluz já existia desde 1966, mas esse "roteiro de turbinas" de Battisti marcou o pulo-do-gato para transformar a distribuidora em fornecedora de energia para 36 municípios gaúchos.

A iniciativa da Creluz foi premiada na semana passada aqui em Londres com um dos prestigiados Prêmio Ashden internacionais. Eu aproveitei a passagem de Battisti por aqui para entrevistá-lo sobre essa história de sucesso. Confira o vídeo.

Não consigo deixar de imaginar o que o alemão que inspirou o projeto, hoje com seis turbinas hidrelétricas instaladas e funcionando no Rio Grande do Sul, diria sobre este enorme "filhote" da sua turbina hidrelétrica de porão.

ComentáriosDeixe seu comentário

  • 1. às 03:09 PM em 06 jul 2010, simão h.rubik escreveu:

    A Creluz e uma empresa que sabe fazer, usinas de pequeno porte sem prejudicar o meio ambiente, pois as grande hidreletricas só nos trouxe muito estragos para o meio ambiente temos que dar mas valores para os pequenos.

  • 2. às 01:05 AM em 07 jul 2010, Bel.A escreveu:

    Ótima matéria, mas eu tenho um pedido a fazer: coloquem um botão para "promover" pelo orkut. Eu, atualmente, só consigo promover matérias do Clarín.com, pois a maioria dos sites em português, incrivelmente, não disponibilizam essa opção.
    Se vocês realmente querem que o público promova o material de vocês, é imprescindível que tenha a opção de promover na maior rede social em língua portuguesa, o orkut. Eu sou gaúcha e gostaria muito de promover essa matéria de vocês para meus amigos.
    Abraços =]

  • 3. às 01:33 PM em 07 jul 2010, Eric Camara Author Profile Page escreveu:

    Obrigado pelo elogio, Bel. Se você quiser promover o material no Orkut, acredito que seja possível se você clicar no botão "inserir" no próprio vídeo, copiar e colar o link no Orkut. Ou entrar no blog e copiar e colar o link na sua barra de endereços. Espero que ajude! abs Eric

  • 4. às 05:45 AM em 11 jul 2010, Bel.A escreveu:

    Oi, Eric.
    Fiz o que sugeriste, mas não deu certo =/
    A idéia é criar uma "promoção" (é algo como uma propaganda, que aparece nos perfis dos meus amigos, é como se eu fizesse publicidade da matéria). Para inserir vídeo no promova, ele precisa estar no youtube.
    Em alguns sites, existe o link do promova; basta clicar e aceitar que a matéria vira uma promoção. De qualquer forma, obrigada por responder =]

  • 5. às 03:08 AM em 17 jul 2010, Martin Mauro escreveu:

    Excepcional esse reconhecimento internacional à Creluz, de nossos queridos cidadãos do interior gaúcho. Nós somos a Made in Forest, a primeira rede ambiental global, lançada a partir do Brasil. Nosso objetivo é promover as iniciativas dos eco-fornecedores em todas as escalas e tamanhos para os eco-consumidores em todo o mundo. Juntamos ONGs e OSCIPs ambientais, eco-produtos, eco-serviços, eco-turismo, eco-educação, recicladores e eco-comunidades que querem ter atitude neste presente para um futuro melhor para o planeta. Parabenizamos a Creluz pelo prêmio e oxalá sejam replicados em todos os milhares de rios e riachos desse imenso Brasil.

  • 6. às 06:33 PM em 28 set 2010, Odalberto Domingos Casonatto escreveu:

    Olhando esta reportagem, fiquei muito contente pela divulgação de uma iniciativa de produção de energia pela Creluz de Erechim, através de uma pequena hidroelétrica.Este tipo de iniciativa é antiga e remota a origem da colonização da terra a partir dos anos de 1870 com o inicio da imigração européia. As serrarias que cortavam a madeira começaram a produzir energia própria e também para seus moradores, os Moinhos de Farinha de trigo e milho aproveitando a água de pequenos córregos para movimentar os moinhos produziam energia. E pequenos empreendedores começaram a produzir energia a partir de pequenas usinas. Assim conheci, as usinas do rio ligeiro em Maximiliano de Almeida, RS a usina dos Muxfeldt em Tapejara, RS a usina do rio Saltinho no interior de Vacaria e tantas outras.Aquilo que o proprietário falou Elemar Battisti é pura verdade, estas pequenas usinas produzem energia com uma custo de 50% mais barato, e não comprometem o meio ambiente com sua instalação, mas parece que os órgãos do governo querem que funcione só aquilo que é grande, e que causa tragédias ecológicas e sociais em sua instalação.O premio que a Creluz (Cooperativa de Energia e Desenvolvimento Rural do Médio Uruguai) recebe é bem merecido.

  • 7. às 02:53 PM em 29 jun 2011, elvinha peruzzo escreveu:

    primeiramente queria parabeniza-lo elemar battisti pela conquista obtida para a nossa regiao.lembrando che estivemos juntos no seminario de marcelino ramos,onde passamos momentos maravilhosos e depois disso nossos destinos se dividiram. mas consegui obter tuas noticias atraves desse importante cargo que voce exerce,parabens!!!sou elvinha peruzzo minha familia è de liberato salzano,hoje moro na italia e sigo a radio 102.9 fm do rodeio.deixo um abraçao e muito sucesso!!!

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.