« Anterior | Principal | Próximo »

Quem vai torcer para o futebol britânico?

Paula Adamo Idoeta | 2012-07-13, 16:08

Ryan Giggs, capitão, e Stuart Pearce, técnico do Team GB, o qual tenta unir a Grã-Bretanha em torno de um time de futebol olímpico (Foto: Reuters)

Pela primeira vez em 50 anos, nesta Olimpíada de Londres, a Grã-Bretanha vai competir unida no futebol, em um único Team GB em vez de com as equipes individuais dos países (Inglaterra, País de Gales, Escócia e, como parte do Reino Unido, Irlanda do Norte).

Essa união não ocorria desde 1960. Mas ela não veio fácil, nem convenceu todos os britânicos.

As federações escocesa, galesa e norte-irlandesa de futebol estão desde o ano passado se opondo ao Team GB, temendo ser "engolidas" pela federação inglesa e perder sua autonomia perante a Fifa em outras competições.

A convocação dos jogadores pelo técnico Stuart Pearce foi cercada de expectativas. No final das contas, Pearce convocou para o elenco britânico - que disputa um amistoso com o Brasil, na próxima sexta-feira - 13 ingleses e cinco galeses. Nenhum escocês nem norte-irlandês.

Mas, apesar da resistência das federações locais em ceder jogadores, a ausência de escoceses e norte-irlandeses na seleção britânica se deve sobretudo a uma decisão de Pearce, me explica o jornalista esportivo Paul Fletcher, meu colega de BBC.

"Pearce não teve medo de fazer escolhas difíceis, tanto que deixou David Beckham de fora do time", conta Fletcher.

Um dos destaques do Team GB é o galês Ryan Giggs, que joga no Manchester United. Aos 38 anos, ele será capitão da seleção e "está em seu auge" esportivo, diz o meu colega.

Mas será que essa união forçada vai agradar os espectadores britânicos? Muitos espectadores têm torcido o nariz para a equipe de futebol.

Questionado em uma entrevista coletiva recente, Stuart Pearce disse esperar que seu time não seja vaiado pelos galeses que preferiam que suas estrelas competissem em um time próprio. "Esperamos que todos apoiem nossa equipe", declarou o técnico.

Para Paul Fletcher, porém, é grande a chance de que o Team GB não empolgue seu público muito além da Inglaterra.

Também perguntei a ele se existia alguma possibilidade de esse modelo de seleção britânica única ser adotado para disputar uma Copa do Mundo. A resposta dele: sem chance. Neste ano, a brincadeira está valendo porque a Grã-Bretanha vai sediar os Jogos Olímpicos, mas, no mundial de futebol, provavelmente será cada país por si.

Mais conteúdo deste blog...

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.